5 eventos ao vivo

Castán lamenta jejum em casa e Luxemburgo assume culpa por erro em pênalti

Equipe foi derrotada por 1 a 0 e chega ao terceiro jogo sem vitória em São Januário

5 out 2019
20h59
atualizado às 20h59
  • separator
  • 0
  • comentários

A derrota para o Santos, por 1 a 0, na noite deste sábado, aumentou uma série indigesta para o Vasco. Os cariocas chegaram ao terceiro jogo sem vitória em São Januário e perderam a oportunidade de sonhar com algo maior no Brasileirão.

Antes de ser derrotado pelo Santos, o Vasco havia perdido para o Bahia, por 2 a 0, e empatado com o Athletico-PR, por 1 a 1, em seus dois compromissos anteriores como mandante. A sequência ruim foi lamentada pelo capitão Leandro Castán.

"É difícil falar. A equipe deles é de qualidade, eles tiveram a chance e fizeram o gol e a gente não conseguiu fazer o nosso. Ainda faltam bastantes jogos, temos que corrigir isso. Jogos assim, contra adversários desse nível, temos que fazer o gol", apontou o zagueiro.

Na partida, o Vasco criou boas oportunidades de marcar, especialmente no final do primeiro tempo, e chegou a perder um pênalti com Rossi. Batedor oficial do time, Danilo Barcelos disse que a ordem para trocar o cobrador partiu de Vanderlei Luxemburgo.

"Como eu sempre faço [pede para bater], mas treinamos todos juntos e bem. Veio a decisão do nosso professor e respeitamos. Infelizmente não entrou", disse o lateral. Este foi o quarto pênalti perdido pelo Vasco no Brasileirão.

LUXEMBURGO

Ao comentar o ocorrido, Luxemburgo destacou após o jogo, em entrevista coletiva: "A responsabilidade do pênalti é minha. Rossi estava com a moral elevada e eu determinei. Poderia ser o Danilo, Pikachu e faz parte do futebol. Não vamos crucificar o Rossi. Mesmo com o gol, o Santos recuou e nós continuamos jogando em cima. Os espaços ficaram menores. Tivemos alguns possibilidades, houve a expulsão e o Santos ficou mais defensivo ainda. Fizemos uma grande partida".

O treinador também enalteceu as qualidades do time santista e voltou a valorizar a atuação de sua equipe, apesar da derrota. "O torcedor volta para casa chateado, mas é assim. Saio Satisfeito, pois o Santos é o mais badalado do Brasil ao lado do Flamengo e jogamos, tivemos o domínio. Triste pelo resultado, mas feliz pelo que a equipe produziu. Temos que melhorar a finalização. Hoje o Vasco é uma equipe em que o adversário vem aqui e nos respeita, sabendo que estamos jogando um bom futebol", reforçou o comandante.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade