PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Meu time

Bola aérea defensiva é o grande drama do Vasco em 2021

Quase 30% dos gols sofridos pelo time saíram em cobranças de escanteio

29 jul 2021 03h52
| atualizado às 03h52
ver comentários
Publicidade

Muitas vezes escutamos nas transmissões dos jogos que uma falta próxima da área é equivalente a "meio gol". E em alguns momentos, dependendo do batedor, realmente é. No caso do Vasco, podemos trocar as faltas pelos escanteios. O problema é que o perigo é para a própria equipe.

Castan foi antecipado por Pablo no 2º gol do São Paulo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Castan foi antecipado por Pablo no 2º gol do São Paulo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

Contra o São Paulo, nesta quarta-feira, o time mais uma vez sofreu um gol desta maneira. Quando a partida parecia equilibrada, no 2º tempo, Pablo antecipou Castan após cobrança de Reinaldo e garantiu o 2 a 0 no placar. Resultado que dá uma boa vantagem ao Tricolor para o jogo de volta, em São Januário, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Esse foi o 11º gol de escanteio sofrido pelo Cruz-Maltino nesta temporada. De um total de 38, isso significa 28,9%. Além do São Paulo, Portuguesa-RJ, Macaé, Madureira, Fluminense, Bangu, Boavista, Resende, Cruzeiro, Náutico e Guarani foram os algozes dos vascaínos, que ainda levaram outros seis tentos em cruzamentos com bola rolando.

Recém-chegado, o técnico Lisca já reconheceu o problema. A solução, no entanto, ainda é uma incógnita. E não parece ser apenas uma questão individual. Nas 11 partidas em que foi vazado desta forma, seis duplas de zaga diferentes estiveram em campo. Veja os números:

VASCO EM 2021

34 jogos

38 gols sofridos

11 gols sofridos em cobranças de escanteio

DUPLAS DE ZAGA NOS GOLS:

Castan e Ernando - 5 gols sofridos

Castan e Miranda - 2 gols sofridos

Castan e Ricardo Graça - 1 gol sofrido

Ulisses e Miranda - 1 gol sofrido

Ulisses e Ricardo Graça - 1 gol sofrido

Miranda e Ricardo Graça - 1 gol sofrido

Lance!
Publicidade
Publicidade