0

Antônio Mello fala sobre passagens no Vasco e espera deixar legado

15 mai 2019
18h42
atualizado em 17/5/2019 às 09h39
  • separator
  • comentários

Com a chegada de Vanderlei Luxemburgo, o Vasco também sofreu mudanças em outras áreas da comissão técnica. Um dos profissionais que vieram com o novo treinador cruzmaltino é o preparador físico Antônio Mello, que revelou ser vascaíno na infância e comentou sobre passagens anteriores no clube nesta quinta-feira.

"O meu time de infância por herança familiar foi o Vasco. Minha família é portuguesa e fui criado acompanhando o clube. Vi a conquista do Super-Super Campeonato Carioca de 1958 quanto tinha apenas 10 anos. Depois, em 1984, cheguei ao clube para trabalhar como preparador físico após passagem pelo América. O time foi muito bem no Brasileiro, mas acabou perdendo a final para o Fluminense. Sai no ano seguinte para trabalhar com o Parreira na Seleção dos Emirados Árabes. Voltei em 2000 junto com o Oswaldo de Oliveira. O Vasco tinha um timaço e conquistou o Brasileiro e a Mercosul. Retorno para essa terceira passagem com uma motivação imensa. Tenho certeza que iremos fazer um grande trabalho", disse.

Antônio Mello falou sobre sua função dentro do departamento de futebol. O preparador afirmou que espera deixar um legado com este trabalho dentro do Vasco.

"Fui convidado para coordenar todo o trabalho da preparação física, do profissional ao mirim. Cheguei faz pouco tempo, mas já comecei a estruturar, junto com a fisiologia da equipe principal, tudo que vamos apresentar para os preparadores da base. Quero deixar um legado aqui no Vasco, fazer um trabalho que fique para sempre, com minha experiência, meu conhecimento e minha capacidade de vencer. O mais importante na nossa vida profissional é sermos reconhecidos. Tenho 43 anos de futebol e 40 títulos, e me orgulho desse currículo. Onde é importante isso? Quando transformamos isso na vontade de vencer em campo. A conquista precisa ser o nosso maior objetivo, mas precisamos dar um passo de cada vez", declarou.

Por fim, Mello pediu para a torcida cruzmaltina voltar a apoiar a equipe em campo para tirar o Vasco da lanterna do Campeonato Brasileiro.

"Eu conheço bastante o torcedor do Vasco. Me lembro das vezes que estava no campo ao lado do Roberto Dinamite e via a torcida fazer uma bonita festa na arquibancada, cantando aquelas músicas de carnaval. Era algo contagiante. Os torcedores carregam esse clube. O Vanderlei foi muito feliz quando disse que um pai não abandona um filho, então a torcida não pode abandonar o time. Tenho certeza que ela irá carregar e nos ajudar a dar a volta por cima. Os vascaínos podem confiar no nosso trabalho e estar junto conosco a partir dessa partida contra o Avaí. Vamos trabalhar muito para recolocar o Vasco no seu devido lugar", comentou.

Luxemburgo vai estrear no comando do Vasco neste domingo, quando a equipe recebe o Avaí, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade