2 eventos ao vivo

São Paulo vira líder pela primeira vez em três anos

Diego Souza, Nenê e Everton marcam na vitória tricolor por 3 a 2 sobre o Botafogo no Morumbi; Léo Valência e Pimpão descontam

30 mai 2018
22h59
atualizado às 23h12
  • separator
  • comentários

Embalado por onze jogos de invencibilidade, o São Paulo vai cheio de moral para o clássico diante do Palmeiras, no próximo sábado (2). Nesta quarta (30), o time de Diego Aguirre mais uma vez teve uma atuação consistente e, com gols de Nenê, Diego Souza e Everton, venceu o Botafogo por 3 a 2 de virada pela 8ª rodada do Brasileirão. É a primeira vez desde a sétima rodada da edição de 2015 que o São Paulo assume a liderança do torneio.

Diego Souza comemora o gol da virada do São Paulo
Diego Souza comemora o gol da virada do São Paulo
Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press

O trio decisivo diante dos cariocas mostra que está cada dia mais entrosado. Abusou dos toques curtos e rápidos, mostrou posicionamento correto e oportunismo. O placar foi construído no primeiro tempo de jogo no Morumbi. O de Nenê veio de pênalti sofrido por Everton. O de Everton saiu após contra-ataque de Diego Souza. E Diego Souza, de peito, como um centroavante, fez seu oitavo gol com a camisa tricolor, o quinto nos últimos cinco jogos.

Já de olho na partida diante dos palmeirenses, Aguirre montou um São Paulo com cinco novidades em relação à vitória sobre o América-MG, domingo passado. Edimar, Petros, Anderson Martins, Marcos Guilherme e Régis começaram jogando. O treinador mostrou que seu "rodízio" no time, sem dar garantia de titularidade a ninguém, vem dando resultado. "Pilhado" em campo, o São Paulo manteve uma postura ofensiva durante toda a partida, com falhas pontuais em seu sistema defensivo.

Leonardo Valencia comemora seu gol durante o jogo entre São Paulo x Botafogo, válido pela oitava rodada do Brasileião 2018, que acontece nessa quarta-feira (30), no Estádio do Morumbi, Zona Sul de São Paulo.
Leonardo Valencia comemora seu gol durante o jogo entre São Paulo x Botafogo, válido pela oitava rodada do Brasileião 2018, que acontece nessa quarta-feira (30), no Estádio do Morumbi, Zona Sul de São Paulo.
Foto: BRUNO RIGANTI / FRAMEPHOTO / Gazeta Press

O JOGO 

Logo no primeiro minuto de jogo, um choque com Anderson Martins deixou o botafoguense João Pedro desacordado por alguns instantes no gramado do Morumbi. O atleta precisou deixar o campo de ambulância e passa por exames por ter batido a cabeça no chão. Apesar do susto, seu estado de saúde é estável.

A partida recomeçou agitada. Matheus Fernandes tentou de fora da área o goleiro Sidão, mas faltou pontaria e a bola saiu pela direita. Em resposta no minuto seguinte, Nenê tabelou com Edimar pela esquerda e carimbou a trave de Jefferson.

Com espaço pelas laterais, o Botafogo avançou e Lindoso passou para Léo Valência, que arriscou de fora da área e surpreendeu Sidão, aos 15 minutos. Um golaço para silenciar o Morumbi. Mas a resposta veio rapidamente. Everton foi derrubado na área por Igor Rabello. O árbitro marcou pênalti e, aos 19, Nenê deixou tudo igual.

As duas equipes continuaram na ofensiva. O Botafogo tenta

João Pedro sai de ambulância no jogo entre São Paulo e Botafogo
João Pedro sai de ambulância no jogo entre São Paulo e Botafogo
Foto: Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium / Gazeta Press

va aproveitar as bolas paradas pela direita, enquanto o São Paulo, no passe curto, tentava chegar mais perto do gol alvinegro. E deu certo. Aos 30, Marcos Guilherme viu Diego Souza na área e cruzou. De peito, o camisa 9 virou o placar.

Atrás no placar, o Botafogo tentou manter a pressão. Aproveitava falhas defensivas do meio de campo tricolor, mas parava antes de se aproximar do gol de Sidão. O São Paulo aproveitava a falta de atenção da zaga carioca, que perdia a bola com facilidade.

No fim da primeira etapa, Diego Souza encontrou Everton desmarcado pela esquerda. Aos 48, o atacante avançou e chutou cruzado, com força, sem chance para Jefferton. 3 a 1 para o São Paulo.

A segunda metade de jogo começou com boas oportunidades dos dois lados em menos de dez minutos. Após cobrança de falta de Léo Valência, Marcos Vinicius, de cabeça, carimbou o travessão tricolor. O São Paulo respondeu rápido com Marcos Guilherme, livre de marcação e cara a cara com Jefferson. Em velocidade, o atacante chutou para fora. Pouco depois, após cobrança de falta de Nenê perto da área, Jefferson buscou a bola no ângulo e impediu o quarto gol do São Paulo.

Nenê comemora gol contra o Botafogo
Nenê comemora gol contra o Botafogo
Foto: Marcello Zambrana/AGIF / Gazeta Press

O São Paulo tentava aproveitar erros de marcação e de reposição do Botafogo, ainda mais constantes do que no primeiro tempo, para irritação da torcida alvinegra presente no Morumbi. O Botafogo reagiu, mostrou mais poder ofensivo, mas tinha dificuldades para finalizar e para passar dar marcação tricolor.

Aos 37 minutos, logo depois de entrar em campo, Rodrigo Pimpão aproveitou cruzamento de Léo Valência para descontar para o Botafogo, botando pressão no fim da partida no Morumbi. Mas não deu tempo. A vitória deixa o São Paulo com 16 pontos na tabela do Brasileirão, enquanto o Botafogo continua com nove.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 3 x 2 Botafogo

São Paulo: Sidão; Régis, Arboleda, Anderson Martins, Edimar; Jucilei, Petros, Nenê (Shaylon); Everton (Valdívia), Marcos Guilherme e Diego Souza (Liziero). Técnico: Diego Aguirre

Botafogo: Jefferson; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso (Rodrigo Pimpão), Léo Valência, Matheus Fernandes, João Pedro (Marcos Vinicius) e Luiz Fernando (Aguirre); Kieza. Técnico: Alberto Valentim.

Gols: Léo Valência, aos 15; Nenê, aos 17; Diego Souza, aos 30, e Everton, aos 48 minutos do 1º tempo. Rodrigo Pimpão, aos 37 do 2º tempo.

Cartões amarelos: Marcos Vinicius, Joel Carli, Nenê e Matheus Fernandes.

Público: 25.427

Renda: R$ 547.988,00

Local: Morumbi

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade