0

Tottenham demite Pochettino seis meses após final da Liga dos Campeões

19 nov 2019
19h22
  • separator
  • 0
  • comentários

O Tottenham Hotspur demitiu o técnico Mauricio Pochettino nesta terça-feira, seis meses depois de o argentino conduzir a equipe à final da Liga dos Campeões e após ter passado cinco anos no cargo, afirmando que a decisão foi tomada relutantemente depois de um início de temporada decepcionante.

Mauricio Pochettino durante partida do Tottenham em Belgrado
06/11/2019 Action Images via Reuters/Andrew Boyers
Mauricio Pochettino durante partida do Tottenham em Belgrado 06/11/2019 Action Images via Reuters/Andrew Boyers
Foto: Reuters

Pochettino, contratado pelo clube do norte de Londres em 2014, transformou o Tottenham, então time médio que havia passado por uma sequência de diferentes treinadores, em uma potência do Campeonato Inglês, chegando a terminar o torneio na segunda colocação, melhor posição do clube em mais de 50 anos.

A equipe ainda atingiu a decisão da Copa da Liga Inglesa em seu primeiro ano de trabalho.

Pochettino também comandou o Tottenham em uma memorável campanha na Liga dos Campeões da temporada passada, eliminando o Ajax na semifinal após estar perdendo por 3 x 0 no placar agregado até o intervalo do jogo de volta, antes de ser derrotado pelo Liverpool por 2 x 0 na final, disputada em Madri.

Com a mudança do time para um belíssimo novo estádio, tudo parecia caminhar às mil maravilhas, apesar de algumas preocupações com a falta de atividade no mercado de transferências.

No entanto, os primeiros meses da atual temporada foram decepcionantes, com a equipe vencendo apenas três de seus 12 jogos iniciais na Premier League, o que a colocou na 14ª colocação. Além disso, o Tottenham também foi humilhado pelo Bayern de Munique na Liga dos Campeões, com uma derrota por 7 x 2, e eliminado da Copa da Liga pelo Colchester United, da quarta divisão.

O auxiliar de Pochettino, Jesus Perez, e o restante da comissão técnica também deixaram o clube, disse o Tottenham em comunicado.

"Estávamos extremamente relutantes em fazer essa mudança, e essa não é uma decisão que o conselho digeriu facilmente", afirmou o presidente do conselho do Tottenham, Daniel Levy.

"Lamentavelmente, os resultados domésticos no final da temporada passada e o início desta temporada foram extremamente decepcionantes", acrescentou.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade