1 evento ao vivo

Zverev sofre, mas vira sobre Gasquet e vai à semifinal em Monte Carlo

20 abr 2018
16h43
  • separator
  • comentários

Aniversariante do dia, Alexander Zverev não podia ganhar presente melhor. O alemão de agora 21 anos enfrentou Richard Gasquet nas quartas de final do Masters 1000 de Monte Carlo e, saiu perdendo, mas reagiu e, não sem suor, virou o jogo. Assim, venceu o duelo por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/2 e 7/5,  em 2h39 de confronto.

Com o resultado, "Sascha" avança às semifinais do torneio e segue em busca se seu terceiro título de Masters 1000 na carreira. Para tanto, terá que superar o japonês Kei Nishikori, que venceu, também com bastante dificuldade, o croata Marin Cilic. Está será a segunda vez que eles se enfrentam e foi o alemão quem levou a melhor no encontro anterior.

Gasquet, por sua vez, se despede do torneio que tem um gosto especial para ele. Em 2002, quando ainda tinha 14 anos, o francês venceu sua primeira partida de nível ATP justamente no Masters 1000 de Monte Carlo, se tornando até hoje o jogador mais jovem a atingir esse feito.

Com o apoio da torcida, Gasquet começou a partida ligadíssimo e surpreendeu Zverev. Em um set repleto de quebras, a primeira aconteceu logo no game inaugural a favor do francês, que abriu 4 a 1. Neste momento da partida, foram quatro quebras de saque em sequência, sem que nenhum dos tenistas confirmasse o break. Assim, a quebra do primeiro game fez a diferença e o anfitrião foi quem fechou a parcial.

O segundo set começou logo com pressão para o jovem aniversariante, que precisou salvar três break points no primeiro game. Na sequência, foram mais três quebras consecutivas, mas dessa vez Sascha levou a melhor e abriu 4 a 1. Com 5 a 2 no placar, o alemão quebrou novamente o saque do adversário e fechou a parcial, deixando tudo igual em Monaco.

O terceiro e decisivo set foi igualmente equilibrado e com sete quebras. Depois da confirmação do saque de Zverev no game de abertura, mais quatro quebras seguidas e a partida seguiu empatada. Na sequência, mais uma quebra para cada lado, que mais uma vez manteve a igualdade em 4 a 4. Sascha ainda teve mais duas chances de quebra, mas esta só veio mesmo no 12º game, quando o alemão conseguiu de fato o break e decretou o triunfo, se jogando no saibro de Monte Carlo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade