0

Veja situação no ranking de cada um dos brasileiros após Aberto do Brasil

5 mar 2018
13h01
atualizado às 13h01
  • separator
  • comentários

A edição do Aberto do Brasil de 2018 não foi a melhor possível para os tenistas brasileiros. Dentre os cinco tenistas que chegaram até a chave principal do torneio, apenas Guilherme Clezar e Rogério Dutra-Silva conseguiram passar da primeira rodada e o público brasileiro teve que "torcer" para outros tenistas sul-americanos, como o chileno Nicolás Jarry, vice-campeão e o argentino Horácio Zeballos.

Com o resultado da última semana, nenhum brasileiro conseguiu retornar ao top 100 do ranking mundial. Rogerinho conseguiu subir duas posições e começa a semana como número 104 do mundo. Já a situação dos outros brasileiros é ainda mais preocupante. Thiago Monteiro está apenas na 124° posição enquanto Bellucci continua em uma de suas piores colocações nas últimas temporadas: 133.

O jovem talento brasileiro Thiago Wild, que completará 18 anos no próximo sábado, encarou seu primeiro jogo de chave principal em nível ATP na carreira e teve uma tarefa difícil por seu adversário ser o experiente Carlos Berlocq. No entanto, era a oportunidade do garoto subir centenas de posições e nas próximas temporadas aparecer nos principais torneios do circuito. Com a derrota na primeira rodada, Wild começou a semana na posição 616.

Quanto a Guilherme Clezar, o tenista de 25 anos chegou até à segunda rodada e subiu 14 posições e agora está perto de chegar entre os 200 melhores do mundo. Já João Souza, o "Feijão", teve que pedir desistência no qualifying e não conseguiu defender ao resultado do ano passado e com isso caiu 22 posições, terminando a semana na posição 257.

Mesmo com o bom desempenho de Rogerinho, até às quartas de final, o Brasil ficou mais uma vez sem um representante na final, algo que aconteceu pela última vez na edição de 2009, quando Thomaz Bellucci enfrentou o espanhol Tommy Robredo e perdeu por 2 sets a 1. Na ocasião, o torneio acontecia ainda na Costa do Sauipe, no estado da Bahia.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade