3 eventos ao vivo

Sem irmãs Williams e Stephens, EUA têm equipe fraca para final da Fed Cup

Quarteto chamado por Kathy Rinaldi não apresenta títulos de relevância

31 out 2018
14h32
  • separator
  • comentários

Atual campeã da Fed Cup, a versão feminina da Copa Davis, os Estados Unidos vão encarar a República Checa na grande final deste ano com uma equipe recheada de desfalques. A capitã do time, Kathy Rinaldi, não poderá contar com as irmãs Serena e Venus Williams e nem com as jovens Sloane Stephens, campeã do US Open de 2017, e Madison Keys, vice da competição no mesmo ano.

Rinaldi, que não justificou a ausência das quatro tenistas, terá que contar com a força de atletas ainda mais jovens e de menor experiência. É o caso de Danielle Collins, atual 35ª do mundo, Sofia Kenin (48ª) e Alison Riske (63ª) para os jogos de simples. Para as duplas, a principal tenista será Nicole Melichar, 15ª do mundo nesse ranking.

O quarteto chamado não apresenta títulos de relevância e ainda luta para tentar consolidar suas posições no Top 100 e Top 50. Já Serena é dona de 23 títulos de Grand Slam. Venus tem sete. E Stephens tem um título e o vice-campeonato de Roland Garros, nesta temporada.

Do outro lado da quadra, as norte-americanas terão pela frente uma equipe completa entre as checas. Em busca do sexto título em oito anos, o time checo será liderado por Petra Kvitova, dona de dois títulos em Wimbledon e atual número sete do mundo.

Karolina Pliskova, por sua vez, é vice-campeã do US Open de 2016. E ocupa atualmente o oitavo posto do ranking. Jogando em casa, na cidade de Praga, o time checo terá ainda Katerina Siniakova e Barbora Strycova, especialista em duplas.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade