0

Sabalenka supera rodada dupla em Shenzhen para faturar 1º troféu da temporada

Na semifinal, tenista bielo-russa bate Yafan Wang por 2 sets a 0 e, em seguida, derrota Alison Riske por 2 sets a 1

5 jan 2019
10h14
  • separator
  • comentários

O primeiro troféu da temporada 2019 da WTA já tem dona. Ele pertence à bielo-russa Aryna Sabalenka, atual número 13 do mundo, que se sagrou campeã do Torneio de Shenzhen, na China, neste sábado. Para tanto, ela precisou superar uma rodada dupla em razão de atrasos na programação causados pela chuva no decorrer da semana.

Na decisão, a cabeça de chave número 1 derrotou a norte-americana Alison Riske por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 7/6 (7/2) e 6/3. Mesmo sofrendo três quebras de saque na partida, a favorita levou a melhor no duelo por obter quatro quebras em 15 oportunidades cedidas pela rival, 62ª do mundo.

Para chegar à final, Sabalenka precisou vencer também neste sábado a local Yafan Wang por 6/2 e 6/1, pela semifinal. No outro duelo pela mesma fase, Riske venceu o set inicial por 6/0 sobre a russa Vera Zvonareva, que acabou abandonando antes do início da segunda parcial. A veterana alegou dores no quadril.

Com estas vitórias, Sabalenka chegou ao seu terceiro título da carreira. A tenista de apenas 20 anos despontou no circuito no ano passado, quando faturou seus dois primeiros troféus de nível WTA.

"Começar o ano com um título me dá maior confiança em mim mesma. Espero poder ir bem também no Aberto da Austrália", disse a bielo-russa, após levantar o primeiro troféu da WTA na nova temporada. O primeiro Grand Slam do ano terá início no dia 14, em Melbourne.

O Torneio de Shenzhen precisou contar com as duas semfinais e a decisão do título no mesmo dia porque a programação sofreu um forte atraso na quinta. Uma forte chuva impediu a disputa de praticamente todos os jogos naquele dia, o que adiou os confrontos para sexta e sábado.

"Se eu preciso jogar duas partidas no mesmo dia, eu vou jogar", afirmou Sabalenka, sem reclamar do cansaço. "Foi um dia difícil para nós, principalmente após perder o primeiro set [na final]. Minha rival estava indo muito bem. Por isso estou tão feliz por ter encontrado um caminho até a vitória."

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade