0

Primeiro Masters 1000 do ano não terá brasileiro na chave principal masculina

7 mar 2018
11h01
atualizado às 13h41
  • separator
  • comentários

Com a divulgação do chaveamento do torneio de Indian Wells, o primeiro Master 1000 da temporada, o fã do esporte da bola amarela sentiu falta de nomes como Rafael Nadal, Stan Wawrinka e Andy Murray, todos eles ausentes devido a problemas físico. No entanto, o público também percebeu outra ausência: nenhum brasileiro estará na chave principal masculina.

A não presença de tenistas brasileiros reforça o momento ruim que os principais atletas do país vivem atualmente. Sendo Indian Wells um dos torneios de Master 1000 com mais atletas disputando, quase semelhante a um Grand Slam, a ausência se deve a queda brusca no ranking tanto de Thomaz Bellucci, Thiago Monteiro e Rogério Dutra Silvam, todos eles abaixo do top 100.

O momento do tênis brasileiro é um dos piores nos últimos anos. Além de praticamente nenhum resultado expressivo  nos principais torneios do calendário da ATP, seja em Master 1000 ou em Grand Slam, o país vive uma escassez de títulos sendo Bellucci o único tenista local a ter conquistado ao menos um torneio de nível 250 desde o fim da carreira de Gustavo Kuerten, o Guga (em 2008).

Além disso, Rogério Dutra Silva acabou de completar 34 anos e mesmo com um tênis bastante esforçado e dedicado, ainda não conseguiu chegar em uma final em nível ATP. Outro tenista brasileiro, Thiago Monteiro já teve boas vitórias como contra os franceses Gael Monfils e Jo-Wilfried Tsonga, mas ainda não alcançou um resultado de expressão. O melhor deles, foi a semifinal em Quito há algumas semanas.

Apesar das dificuldades financeiras, se comparado com os países europeus, o tênis sul- americano não vive um mau momento em 2018. Pelo contrário. O jovem chileno Nicolás Jarry vem mostrando um bom tênis e chegou nas semifinais do Rio Open e na final do Aberto de São Paulo. Já a Argentina terá sete tenistas locais em Indian Wells e o país teve duas ótimas semanas, com o título de Schwartzman no principal torneio 500 do continente e com a conquista de Juan Martin Del Potro em Acapulco.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade