0

Por polêmica, Nick Kyrgios fica sob observação e pode ser suspenso por 16 semanas

Tenista australiano ainda pode levar multa de US$ 25 mil caso tenha novo episódio de mau comportamento

26 set 2019
10h35
  • separator
  • 0
  • comentários

Eliminado na quarta-feira das chaves de simples e de duplas do ATP 250 de Zhuhai, na China, o australiano Nick Kyrgios recebeu mais uma péssima notícia nesta quinta. Por conta do mau comportamento do tenista no Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, há pouco mais de um mês, a ATP anunciou, após investigação, que o atual número 27 do mundo passará por um período probatório de seis meses, podendo ser suspenso por 16 semanas, além de levar multa de US$ 25 mil (cerca de R$ 100 mil) caso tenha algum novo desvio de conduta.

A condenação da ATP vem da atitude de Kyrgios na partida contra o russo Karen Kachanov em Cincinnati. Na ocasião, ele quebrou duas raquetes no vestiário, xingou diversas vezes e cuspiu na direção do juiz de cadeira logo após ter sua derrota decretada no confronto. Na época, ele foi condenado a pagar uma multa de US$ 113 mil (cerca de R$ 450 mil) e foi avisado que poderia ser suspenso após investigações.

Para não ter de cumprir 16 semanas de suspensão, o australiano não poderá cometer novos desvios de conduta de acordo com a ATP. Pelos próximos seis meses, terá que receber acompanhamento de um psicólogo durante os torneios e ter um suporte adicional de um profissional na área de comportamento após a temporada (em novembro e dezembro).

A punição para Kyrgios valerá em caso de agressão física ou verbal a oficiais, espectadores ou qualquer pessoa envolvidas em quadra ou no torneio; conduta antidesportiva baseada em um ato, como cuspir em direção a um oficial ou espectador ou outra pessoa após uma partida; ou obscenidades visíveis direcionadas a um oficial.

Mas as polêmicas do australiano não se resumem apenas ao que aconteceu em Cincinnati. Poucos dias depois, no US Open, em Nova York, Kyrgios voltou a criar problemas quando foi advertido pelo juiz James Keothavong por sua conduta ainda na primeira rodada. Em entrevista depois da partida, acusou a ATP de ser corrupta.

Em maio, o polêmico tenista também chamou atenção por seu comportamento no Masters 1000 de Roma. Durante o terceiro set contra o norueguês Casper Ruud, voltou a proferir xingamentos, chutou uma garrafa d'água e jogou uma cadeira no centro da quadra, abandonando o jogo logo na sequência. Pela atitude, foi desqualificado.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade