PUBLICIDADE

Tênis

Novo diretor da Copa do Mundo de Beach Tennis promete eliminar erros da edição passada

Competição ocorre entre os dias 9 e 15 de dezembro em São Paulo

19 jun 2024 - 10h12
(atualizado às 10h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Luis Pacca/ Copa do Mundo de Beach Tennis / Esporte News Mundo

Anderson Rubinatto, CEO da Goolaço Produtora de Eventos, novo diretor da Copa do Mundo de Beach Tennis, prometeu que não irá deixar os erros da última edição acontecerem como foi no ano passado quando o evento era de outra produtora. 

A Goolaço assumiu a Copa do Mundo, que acontecerá entre os dias 9 e 15 de dezembro, na capital paulista, na arena EZtec, e tem contrato para realizar o evento por três anos.

"A gente não vai permitir que isso se repita nesta edição. A gente costuma conversar com quem está próximo aos atletas, do que se diz respeito a entender as necessidades deles…Já existe uma reserva em um hotel que fica a menos de 2km do local, para que eles possam ir e voltar, poder ter facilidade neste processo… A estrutura da EZtec já tem duas quadras cobertas, então no caso… de uma chuva torrencial, se a gente tiver uma situação onde a gente tenha que terminar o torneio nessas quadras, isso é possível acontecer", disse durante coletiva de imprensa do lançamento do evento.

Em 2023, a Copa do Mundo terminou empatada por conta das chuvas o que causou a revolta de atletas e dos fãs do esporte.

O torneio, que acontece pela segunda vez seguida (2023 e 2024) na capital do estado mais populoso do país, estará dividido em duas modalidades: a profissional, que terá 16 países participantes, e a juvenil, que contará com 12 nacionalidades diferentes. Ambas as categorias terão a divulgação de seus participantes em novembro pela ITF (International Tennis Federation).

Com um valor aproximado de R$ 3 milhões a ser investido, o evento contará com nove quadras e uma arena central, que possuem capacidade para 3 mil pessoas. O torneio será realizado na avenida Roque Petroni Júnior, que fica na zona Sul da capital paulista, e irá destinar, no total, US$ 35 mil de premiação para os países participantes em critério de distribuição a ser definido pela ITF.

Anderson destaca também que esta edição será especial: "Esta edição promete demonstrar o tamanho da força e da popularidade que o beach tennis vem conquistando em todo o mundo, especialmente no Brasil. O nosso país já é conhecido como uma das grandes potências da modalidade e a expectativa é trazer muitos torcedores para as arquibancadas. Estamos ansiosos para realizar um grande espetáculo e receber com muita qualidade o público que é fã da categoria", comenta Anderson.

Essa é a quarta edição consecutiva da Copa do Mundo de Beach Tennis no Brasil. O torneio fez sua estreia em 2021 no país, com as duas primeiras etapas sendo realizadas no Rio de Janeiro. Em 2023, a competição foi trazida para São Paulo, e, pelo segundo ano consecutivo, vai acontecer na capital paulista, com o oferecimento de clínicas e ingressos solidários para o público.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade