4 eventos ao vivo

Nadal ressalta bom momento e diz que está jogando em "alto nível"

12 out 2017
17h41
atualizado às 17h41
  • separator
  • comentários

Atual número um do mundo, Rafael Nadal vive um ano mágico. Já são seis títulos conquistados nesta temporada, sendo dois deles em Grand Slam, Roland Garros e Aberto dos Estados Unidos. Além disso, o espanhol não perde um confronto desde as quartas de final do Masters 1000 de Cincinnati, em agosto, chegando a 14 vitórias consecutivas, após vencer Fábio Fognini em Xangai, nesta quinta-feira.

"Venho jogando as últimas partidas em alto nível e tenho dado continuidade a este grande momento que estou vivendo. As sensações são ótimas e o nível que estou jogando está muito alto. Não é a primeira vez que jogo bem em piso duro este ano, já que na Austrália, Acapulco e Miami joguei muito bem também", comentou o espanhol.

O Touro Miúra também destacou a importância do confronto contra o francês Lucas Pouille em Pequim, em no qual quase saiu derrotado na primeira rodada: "Ainda tenho o encontro na minha memória. Ele tinha tudo a seu favor para ganhar, mas por sorte pude escapar. A partir daí comecei a jogar muito bem outra vez, ganhando jogos complicados, contra  rivais muito duros, algo que serviu para eu ganhar confiança e ter a sensação de que estou jogando o meu melhor tênis. No esporte, em particular no tênis, as coisas são muito difíceis de se explicar, mas acabam por ter uma certa lógica".

Quanto ao próximo confronto diante do búlgaro Grigor Dimitrov pelas quarta de final do Masters 1000 em Xangai, Nadal admitiu que encontrará dificuldades: "O jogo de amanhã vai ser muito complicado e tenho certeza de que vai ser mais difícil que em Pequim. Não posso garantir o que vai acontecer amanhã, porque sou consciente de que tenho um encontro muito difícil frente a um tenista de grande nível como é o Dimitrov".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade