1 evento ao vivo

Nadal encara Medvedev para faturar 4º US Open e ficar perto do recorde de Federer

Em Nova York, espanhol pode chegar a 19 títulos de Grand Slams e ficar a um de alcançar o suíço

8 set 2019
04h40
  • separator
  • 0
  • comentários

O espanhol Rafael Nadal, atual vice-líder do ranking mundial, buscará neste domingo, contra o russo Daniil Medvedev, o seu quarto título do US Open. A decisão começa às 17h (horário de Brasília), em Nova York, palco do último Grand Slam da temporada.

Nadal disputará a sua quinta final na importante competição realizada em quadras duras nos Estados Unidos. Nas quatro anteriores, venceu três, com os títulos de 2010, 2013 e 2017, e perdeu uma para o sérvio Novak Djokovic, em 2011.

Medvedev vive o melhor momento da carreira e disputou as finais dos três torneios prévios ao US Open, com direito a título no Masters 1000 de Cincinnati. "É um dos jogadores em melhor forma no circuito. Ele evolui a cada semana. É o melhor jogador da temporada em quadra dura", reconheceu Nadal, que mesmo assim derrotou o russo facilmente na final do último Masters 1000 do Canadá, em Montreal.

Em caso de título neste domingo, Nadal chegará a 19 conquistas em Grand Slams e se aproximará do recordista Roger Federer, que ostenta 20 taças dos quatro torneios mais importantes do circuito profissional - os outros três são o Aberto da Austrália, Roland Garros e Wimbledon.

Com 83 taças de simples no circuito da ATP, o espanhol já se sagrou campeão de Roland Garros nesta temporada, assim como triunfou no Masters 1000 de Roma, no saibro, antes de levar a melhor sobre Medvedev na decisão em Montreal. Foi no Canadá, por sua vez, que o tenista de 33 anos disputou o seu último evento antes de participar deste US Open. Naquela ocasião, o espanhol atropelou o russo com parciais de 6/3 e 6/0.

Já Medvedev, de apenas 23 anos, vem em franca ascensão no Top 10, no qual hoje ocupa a quinta posição no ranking mundial. Ao total, o russo acumula cinco títulos na elite da ATP, sendo dois obtidos neste ano, ambos em quadras duras como as do US Open. Além de ter triunfado no Masters de Cincinnati, ele conquistou o Torneio de Sofia, na Bulgária. No ano passado, também em competições neste tipo de superfície, o jovem se sagrou campeão em Sydney, na Austrália, em Winston-Salem, nos Estados Unidos, e em Tóquio, no Japão.

Nadal jogará neste domingo pela 27ª vez uma final de Grand Slam, enquanto Medvedev disputará a sua primeira depois de realizar uma campanha que também ficou marcada pelo seu comportamento polêmico em quadra em algumas partidas. Ele provocou os torcedores por mais de uma vez durante a competição, sendo que chegou a ser multado pela organização do US Open por fazer gestos obscenos em direção à arquibancada após ser vaiado por desrespeitar um boleiro na partida contra o espanhol Feliciano López, pela terceira rodada.

Ao todo, por causa de suas atitudes nestas últimas duas semanas, Medvedev contabilizou um total de US$ 19 mil (cerca de R$ 77 mil) em multas. E o russo sabe que contra Nadal ele precisará saber controlar os nervos para ter maiores chances de surpreender o favorito.

"Eu não direi que sou uma pessoa gentil ou uma boa pessoa, mas eu posso diz apenas que sou uma pessoa muito calma na vida", disse o tenista ao comentar sobre o seu comportamento, que incluiu quebras de raquetes em momentos de fúria em quadra e provocações aos torcedores em suas comemorações. "Na verdade, eu não tenho ideia do por que os 'demônios saem' quando eu jogo tênis. Eu não me orgulho do que eu fiz. Estou trabalhando para nunca fazer isso de novo", completou.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade