0

Munar abandona final e Berlocq é campeão no Rio de Janeiro

26 nov 2017
18h13
atualizado às 22h19
  • separator
  • comentários

No último dia da temporada, Carlos Berloq levantou seu primeiro troféu no ano. Na grande final do Challenger do Rio de Janeiro, o argentino superou o espanhol Jaume Munar, que abandonou a partida sentindo câimbras. Berlocq venceu a primeira parcial por 6/4, perdeu a segunda por 6/2 e vencia a terceira por 3 a 0, quando o adversário desistiu.

Berlocq avançou à decisão após derrotar o brasileiro Thiago Monteiro na semifinal, sem dificuldades. Com o resultado, o argentino fatura 18º título de Challenger na carreira e ganha 80 pontos no ranking. Já Munar, que buscava seu segundo título no ano, soma 48 pontos.

"Foi uma partida muito mental, não sei ele, mas eu estava muito nervoso. Foi uma luta interna para pode jogar um grande tênis, mas consegui imprimir um bom ritmo e ganhei o primeiro set. No segundo set baixei um pouco o nível e no terceiro set arranquei muito decidido, ataquei desde o começo e senti que teria boas possibilidades de vencer o terceiro set, mesmo sem ele ter desistido, foi uma infelicidade", afirmou o argentino, que estava bastante emocionado na cerimônia de premiação.

No primeiro set, Berlocq quebrou o serviço de Munar no quarto game e chegou a ceder a quebra no sétimo. No entanto, o argentino voltou a pressionar o adversário no décimo game e, no segundo set-point, fechou a parcial em 43 minutos.

No segundo set, Munar reagiu. Foram quatro quebras de saque, três a favor do espanhol, que não desperdiçou a oportunidade e fechou a parcial em 57 minutos para deixar tudo igual no Rio de Janeiro. Na volta para o terceiro set, Munar cedeu a quebra no segundo game e viu Berlocq abrir 3 a 0 logo de cara. Na sequência, o espanhol, sentindo câimbras, se retirou da partida, sagrando o argentino o grande campeão.

Apesar da derrota, o jovem espanhol, que treina na academia de Rafael Nadal, destacou a excelente semana do Rio: "Estou muito feliz pela semana, fiz bons jogos aqui. Foi uma pena não ter me sentindo bem na final e não ter sido campeão".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade