2 eventos ao vivo

Monteiro vence rival sem ranking e Brasil empata com Barbados na Davis

Thiago Monteiro arrasou Haydn Lewis por 2 sets a 0, com duplo 6/2, em 1h05min e deixou a série empatada em 1 a 1

13 set 2019
17h20
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de uma derrota inesperada na abertura do confronto, o Brasil reagiu e empatou a série com Barbados nesta sexta-feira, no Zonal Americano da Copa Davis. O primeiro triunfo brasileiro veio com Thiago Monteiro, que arrasou Haydn Lewis por 2 sets a 0, com duplo 6/2, em 1h05min, no saibro da Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma (SC).

O resultado empatou a série melhor de cinco jogos em 1 a 1. No sábado, o confronto será definido com uma partida de duplas e duas de simples, com duelos invertidos em comparação aos jogos desta sexta. Mais cedo, nesta sexta, João Menezes foi derrotado de virada por Darian King, o melhor tenista do time rival, 169º do ranking, por 2 a 1. Foi a estreia do brasileiro na Davis.

O surpreendente revés foi compensado pela grande atuação de Monteiro. O número 1 do Brasil e 101º do mundo arrasou o rival, que é mais experiente (tem 33 anos), mas não apresenta ranking na ATP. Quando esteve ranqueado, sua melhor posição foi a de 583º, em 2008. Em uma equipe com apenas três integrantes, quando as demais contam com cinco, Lewis estava visivelmente acima do peso.

Em bom momento na temporada, Monteiro tratou de resolver rapidamente a partida. O brasileiro quebrou o saque do rival logo no segundo game, em sua primeira oportunidade. Em com nova quebra no sétimo game, liquidou a fatura no set inicial.

Na segunda parcial, Lewis começou a jogar melhor e chegou a equilibrar o duelo, mas cometia erros não forçados em momentos importantes dos games. Acabou se tornando alvo fácil para Monteiro no quinto game. Ele abriu 5/2 e sacramentou o triunfo logo em seguida. O tenista de Barbados sequer ameaçou o saque de Monteiro.

O confronto entre Brasil e Barbados terá sequência neste sábado, às 11 horas. Bruno Soares e Marcelo Melo têm amplo favoritismo contra Darian King e Haydn Lewis. Se vencerem, o Brasil só precisará de uma vitória para voltar à fase classificatória da Davis, a ser disputada em fevereiro de 2020. Esta fase valerá vaga nas Finais da Davis, que passou a contar com novo formato a partir deste ano.

As partidas desta sexta marcaram a estreia de Jaime Oncins como capitão brasileiro. Ele assumiu a função em março, em substituição a João Zwetsch, demitido após a derrota do Brasil para a Bélgica, no mês anterior. Oncins chegou ao comando do time com a experiência de ter atuado como jogador na tradicional competição por 11 anos, até 2001.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade