0

Médico explica lesão que tirou Nadal dos torneios de Indian Wells e Miami

8 mar 2018
11h22
  • separator
  • comentários

Ainda com problemas físicos, Rafael Nadal não disputará os dois primeiros Masters 1000 da temporada de 2018. Para esclarecer melhor o momento negativo que vive o ex-número um do mundo, o médico pessoal do atleta, Ángel Ruiz Cotorro, fez uma entrevista com o El País para explicar  detalhadamente a lesão que faz com que o Touro Miúra continue fora das quadras.

"Quando está perto de competir e no último treino acontece isso (sentir incômodo muscular), realmente é algo que afeta o atleta. É no músculo e não em um tendão, e se fosse seria muito pior. O problema é que houve um dano em uma região que já tinha sido afetada e isso não é normal. O contexto não é o mesmo da primeira lesão, mas o lugar é o mesmo", afirmou Cotorro.

"Nadal estava treinando normalmente e tudo estava indo muito bem, as sensações eram as mais positivas possíveis  e o rendimento fluía normalmente, mas esse segundo estiramento mudou a situação e nos obrigou a mudar os planos (desistir de Indian Wells e Miami)", continuou o médico do tenista espanhol.

Durante a entrevista, Cotorro também destacou que o retorno de Nadal deve ser no primeiro Masters 1000 de saibro. "Pensamos que poderá estar recuperado para o saibro, esse é o objetivo. O normal é que Rafa faça duas ou três semanas de repouso e depois tenha uma readaptação progressiva, sempre monitorando como está evoluindo. Acreditamos que ele estará recuperado para Monte Carlo".

A temporada de 2018 não começou muito bem para o Touro Miúra. Se no ano passado Nadal conseguiu finalizar como número um do mundo, o espanhol não foi bem no primeiro Grand Slam do ano, o Aberto da Austrália, e teve que desistir no meio da competição devido a problema físicos. Além disso, o posto de melhor no ranking mundial é atualmente de Roger Federer, que desbancou o tenista de Mallorca após o título do ATP 500 de Roterdã.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade