7 eventos ao vivo

Luisa Stefani fecha temporada com vice nas duplas em torneio da WTA em Ostrava

Título ficou com bielorrussa Aryna Sabalenka e belga Elise Mertens, que ganharam jogo decisivo por 2 sets a 0

25 out 2020
16h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Luisa Stefani chegou perto, mas não conseguiu o que seria o maior título de sua carreira. A brasileira e a canadense Gabriela Dabrowski foram derrotadas neste domingo por 2 sets a 0 - parciais de 6/1 e 6/3 - pela parceria formada pela bielorrussa Aryna Sabalenka e a belga Elise Mertens, e ficaram com o vice do Torneio de Ostrava, na República Checa.

Com o revés, Stefani perdeu a chance de debutar no Top 30 do ranking feminino de duplistas. A paulistana, número 1 do Brasil e 36 do mundo, e a canadense, 10ª da WTA, foram superadas em 1 hora de confronto.

Luisa Stefani tira selfie com Gabriela Dobrawski, sua companheira no torneio de Ostrava
Luisa Stefani tira selfie com Gabriela Dobrawski, sua companheira no torneio de Ostrava
Foto: Divulgação / Luisa Stefani / Estadão

Stefani não ficará entre as 30 melhores do mundo, feito que só uma brasileira alcançou: Maria Esther Bueno. No entanto, vai alcançar uma posição melhor com o vice na República Checa. Com os 165 pontos acumulados em Ostrava, ela vai pular para o 32º lugar no ranking de duplistas da WTA, igualando seu melhor desempenho na carreira.

A paulistana disputou seu último torneio de nível WTA em 2020 e já começa a preparação para as competições de 2021. No próximo ano, ela vai retomar a parceria com a americana Hayley Carter, que encerrou a temporada mais cedo por lesão. A brasileira é a primeira Top 40 do País em 31 anos, e mora e treina na Saddlebrook Academy, em Tampa, na Flórida, nos Estados Unidos.

Aryna Sabalenka acabou sendo o destaque da semana. A bielorrussa se despede da competição com dois troféus, já que também foi campeã na chave de simples do torneio de nível Premier ao derrotar na final sua compatriota Victoria Azarenka, 14ª do mundo, por 2 sets a 0, com duplo 6/2.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade