4 eventos ao vivo

Líder da WTA, Osaka abandona jogo por lesão e é dúvida para US Open

Japonesa deixa Torneio de Cincinnati, nos Estados Unidos, por causa de problema no joelho esquerdo

16 ago 2019
23h08
  • separator
  • 0
  • comentários

Atual líder do ranking mundial do tênis feminino, a japonesa Naomi Osaka sofreu uma lesão em seu joelho esquerdo nesta sexta-feira e acabou abandonando o jogo que disputava contra a norte-americana Sofia Kenin, 22ª colocada da WTA, quando perdia o terceiro set por 2 a 0 pelas quartas de final do Torneio de Cincinnati, nos Estados Unidos.

Cabeça de chave número 2 da competição de nível Premier do circuito profissional, Osaka chegou a vencer a segunda parcial por 6/1, depois de ter sido batida por 6/4 na primeira. Porém, no set derradeiro, amargou a lesão que também fez com que ela agora seja vista como dúvida para o US Open, Grand Slam que começa no próximo dia 26, em Nova York.

"No ano passado, eu venci o US Open. Neste ano, eu vou tentar jogar o US Open", admitiu a japonesa após abandonar a partida desta sexta-feira. Ela sentiu um incômodo no joelho esquerdo quando disputava um game com o serviço na mão no terceiro set. Depois disso, pediu atendimento médico e chegou a voltar para a quadra, mas não suportou as dores após disputar mais alguns pontos e desistiu do duelo. "Eu não tenho ideia do que aconteceu (com o joelho)", lamentou.

Com a desistência de Osaka, Kenin avançou às semifinais em Cincinnati, onde terá pela frente neste sábado a sua compatriota Madison Keys, atual 18ª colocada do ranking, que em outro jogo desta sexta-feira superou Venus Williams, por 6/2 e 6/3, no embate entre duas norte-americanas nestas quartas de final. Antes de derrotar a veterana ex-número 1 do mundo de 39 anos, hoje a 65ª tenista da WTA, Keys eliminou na última quinta-feira a romena Simona Halep, também ex-líder do ranking e atual 4ª colocada.

Já a outra semifinal em Cincinnati vai reunir a australiana Ashleigh Barty, cabeça de chave número 1, e a russa Svetlana Kuznetsova. Vice-líder do ranking, a tenista da Austrália avançou ao bater a grega Maria Sakkari, de virada, com parciais de 5/7, 6/2 e 6/0. Já a jogadora da Rússia, de 34 anos e apenas a 156ª colocada da WTA, surpreendeu a checa Karolina Pliskova, a número 3 do mundo, com um triunfo em que também foi buscar uma reação. Após perder o primeiro set por 6/3, ganhou o segundo por 7/6, com 7/2 no tie-break, e depois aplicou um 6/3 para liquidar o confronto.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade