2 eventos ao vivo

Halep vence Ostapenko, vai à final em Pequim e assume nº 1

7 out 2017
08h21
atualizado às 12h55
  • separator
  • comentários

Simona Halep parece ter encontrado a redenção no Premier de Pequim. Enfrentando Jelena Ostapenko, mesma rival da final de Roland Garros deste ano, na qual acabou superada pela letã, a tenista romena desta vez entrou em quadra motivada pela chance de vingança e não decepcionou. A cabeça de chave número dois do torneio precisou de uma hora e 17 minutos para garantir a vitória por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/4, e com isso não só garantiu uma vaga na grande final da competição, mas também o posto de nova número um do ranking da WTA.

Foto: Reuters

Simona Halep será a quinta tenista neste ano a assumir o topo do ranking. Ela dá fim ao reinado de quatro semanas da espanhola Garbiñe Muguruza, atual campeã de Wimbledon. Além dela, Angelique Kerber, Serena Williams e Karolina Pliskova também chegaram a ser número um do mundo em 2017.

Logo no primeiro set Halep conseguiu quebrar o saque da rival. Posteriormente, ao servir para o jogo, a tenista romena abriu 2 a 0 e se colocou em boa vantagem na partida. Daí em diante ela precisou apenas administrar o confronto e, antes do fim, ainda conquistou mais um breakpoint, no sétimo game, para fechar a parcial em 6/2 e ir para o set seguinte mais confiante.

Na segunda parcial Ostapenko voltou mais regular e não cometeu muitos erros no início. Entretanto, no quinto game, a atual campeã de Roland Garros sofreu novamente a quebra para Simona Halep, que por sua vez, não confirmou o serviço seguinte e viu a rival igualar a partida. Apenas no nono game, depois de cometer uma série de erros não forçados - foram 32 no total -, a letã voltou a vacilar, permitindo que Halep conquistasse outro breakpoint e precisasse apenas sacar para fechar o set em 6/4 e se classificar para a grande final.

"É muito emocionante, acho que é a primeira vez que eu chorei em quadra. É maravilhoso que eu pude fazer isso. Minha equipe, todo mundo em casa está assistindo, e eu queria agradecer todos. É um dia especial. Quando faltavam apenas cinco pontos para acabar o jogo senti que eu queria isso [se tornar número um do mundo] mais e mais. Apenas tentei não pensar muito nisso, tentei parar de pensar, porque você começa a sentir muita pressão se pensa muito. Nunca vou esquecer esse dia e esse torneio. Sempre contei com um grande apoio na China e estou esperando por amanhã", disse Halep, admitindo ansiedade para coroar a grande semana com um título.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade