1 evento ao vivo

Grigor Dimitrov elimina Roger Federer e vai à semifinal do US Open

Búlgaro supera o suíço pela primeira vez na carreira por 3 sets a 2 e agora enfrenta Daniil Medvedev

4 set 2019
01h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Após uma sequência de atuações irregulares desde a estreia, o suíço Roger Federer se despediu do US Open na madrugada desta quarta-feira, pelo horário de Brasília. O atual número três do mundo foi derrotado pela primeira vez pelo búlgaro Grigor Dimitrov, pelo placar de 3 sets a 2, com parciais de 3/6, 6/4, 3/6, 6/4 e 6/2, em 3h12min. Com o triunfo, o tenista da Bulgária garantiu vaga na semifinal.

Atual 78º do ranking, mas ex-número três do mundo, Dimitrov nunca havia vencido o suíço antes. Eram sete confrontos e sete vitórias para o recordista de títulos de Grand Slam. Desta vez, porém, ele fez grande exibição em Nova York e soube tirar vantagem das oscilações do favorito, que chegou a receber atendimento médico antes do quinto set.

Durante toda a sua campanha neste US Open, o suíço exibiu irregularidade em seus jogos, perdendo sets em seus dois primeiros jogos, algo incomum em sua trajetória em Grand Slams. Também reclamou da alta umidade, que afetaria o seu desempenho durante as partidas, e da baixa velocidade da quadra central, a Arthur Ashe Stadium.

Nesta terça, ele teve pela frente um inspirado Dimitrov, que faz temporada abaixo do esperado, mas vem se destacando neste US Open. O búlgaro terminou a partida com 35 bolas vencedoras, contra 40 de Federer.

Em sua primeira semifinal no US Open, Dimitrov vai encarar o embalado russo Daniil Medvedev, algoz do suíço Stan Wawrinka. Será o terceiro confronto entre o búlgaro e o russo no circuito. Cada um tem uma vitória no retrospecto. Ambas as partidas foram disputadas em 2017.

O JOGO

O primeiro set parecia indicar um caminho tranquilo para Federer nesta noite. Ele quebrou o saque do búlgaro na primeira oportunidade e abriu 2/0. Sem conseguir ameaçar o serviço do rival em nenhum momento da parcial, Dimitrov viu o número três do mundo abrir vantagem no placar.

O segundo set foi mais equilibrado. Rapidamente recuperado, o búlgaro obteve sua primeira quebra na partida. Mas Federer devolveu quando o adversário sacava para fechar o set. Dimitrov, sem se abalar, voltou a se impor no serviço do rival logo em seguida, fechando a parcial e empatando o duelo.

Federer começou melhor o terceiro set, porém desperdiçava seguidos break points. Até que obteve a quebra no sétimo game. Mais confiante, ele quebrou novamente logo em seguida e fechou o set, assumindo novamente a liderança do jogo.

Mais uma vez, a vantagem não durou muito. Dimitrov começou o quarto set quebrando o suíço e mantendo o confronto equilibrado. Federer, errático, seguia falhando tanto no forehand quanto no backhand. E desperdiçou seis chances de quebra para igualar o placar, quatro delas no game em que o búlgaro sacou para fechar o set.

Antes do início do quinto set, o favorito recebeu atendimento médico no vestiário. Em quadra, não demonstrava sinais de dores. Na retomada da partida, Dimitrov começou o quinto set da mesma forma que iniciou o quarto: quebrando o serviço do número três do mundo.

Exibindo menos mobilidade no fundo de quadra, Federer voltou a abusar dos erros não forçados (foram 60 ao longo de toda a partida). Ao mesmo tempo, parecia sem força para correr atrás das bolas mais difíceis, como vinha fazendo. Dimitrov aproveitou o momento favorável. Obteve nova quebra e abriu 4/0.

Na sequência, viu Federer confirmar dois games de saque. Cada vez mais confiante, o búlgaro exibiu grande preparo físico nos últimos games para confirmar o triunfo.

Os outros dois semifinalistas da chave masculina serão definidos nesta quarta-feira. O espanhol Rafael Nadal vai enfrentar o argentino Diego Schwartzman enquanto o francês Gael Monfils terá pela frente o surpreendente italiano Matteo Berrettini.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade