0

Federer tem dificuldade com Medvedev, mas avança no Masters 1000 de Xangai

10 out 2018
11h54
  • separator
  • comentários

Cabeça de chave número um e atual número dois do mundo, Roger Federer teve uma estreia bastante complicada no Masters 1000 de Xangai. Nesta quarta-feira, o suíço, que jogava com o forte apoio do público, venceu o russo Daniil Medvedev, um dos ótimos tenistas da nova geração, por 2 sets a 1, parciais 6/4, 4/6 e 6/4, e avançou para a terceira fase do torneio chinês.

Agora, Federer terá pela frente o espanhol Roberto Bautista Agut, que derrotou, de virada, o jovem americano Mackenzie McDonald, por 2 sets a 1, parciais 3/6, 6/4 e 6/1. No confronto direto, domínio total do suíço, que venceu todos os sete confrontos que fez com seu próximo adversário.

A partida já começou com Federer conseguindo vantagem ao quebrar o saque do russo e abrir dois games a frente. No entanto, Medvedev conseguiu igualar o marcador na sequência e a parcial foi definida apenas no final, quando o atual número dois do mundo quebrou o saque do oponente novamente no nono game e sacou para fechar em 6/4.

Já no segundo set, os dois atletas mantiveram o alto nível e, com excelentes serviços, iam confirmando seus saques e colocando a pressão do outro lado. No décimo game, Medvedev atacou o saque do suíço e conseguiu não só quebrar como fechar a parcial em 6/4, deixando a partida igual.

Com os dois primeiros sets, era notório que o terceiro e último seria decidido nos detalhes, já que era difícil prever quem venceria os pontos durante as longas trocas de bola.

Confiante, o jovem tenista russo e atual número 22 do mundo teve uma chance de quebra no segundo game, mas que foi desperdiçada. Um pouco mais preciso nos golpes, Federer também perdeu uma boa chance, mas aproveitou a euforia do oponente no nono game e conseguiu abrir vantagem. Depois, sacou para fechar o set em 6/4 e a partida em 2 sets a 1.

Mesmo com pouca experiência no circuito, Medvedev já é um dos grandes nomes do tênis mundial, com conquistas importantes e atuações consistentes diante dos melhores colocados do ranking mundial. Na semana passada, o russo conquistou seu título mais importante na carreira, ao derrotar o japonês Kei Nishikori na grande decisão do ATP 500 de Tóquio.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade