3 eventos ao vivo

Federer revela o que deseja fazer depois que parar de jogar

4 abr 2018
15h01
  • separator
  • comentários

Mesmo jogando em excelente nível e disputando os principais torneios do circuito, Roger Federer já pensa no momento em que terá que parar de jogar tênis profissionalmente. Com 36 anos, o atual número dois do mundo concedeu uma entrevista para Miami Herald e falou sobre seus planos para o futuro e quais são suas principais vontades quando tiver mais tempo livre.

"Quero muito ir mais vezes à África, fazer uma viagem pela Europa no verão e também sou um apaixonado pela Ásia. Já estive em muitos lugares, mas só vi as principais cidades e pela perspectiva do tênis. Gostaria muito de dirigir nessas cidades, algo que faço apenas em Dubai, Melbourne, Miami, Basilea, Cincinnati, Sydney e Londres. Isso me dá uma orientação melhor do lugar que estou aproveitando", disse o tenista suíço.

"Tento passar um tempo a sós com meus filhos de vez em quando, às vezes é pouco tempo, meia hora, pois é difícil encontrar tempo. Respeito todo mundo e sou honesto. Uma vez escutei que 'é bom ser importante, mas é mais importante ser amável'. Isso foi quando eu tinha apenas 18 anos e sinto que resume bem as sensações que tenho", continuou Federer.

O atual número dois do mundo também falou sobre quais eram seus planos de vida caso não fosse tenista. "Eu queria ser jogador de futebol, mas escolhi o tênis porque queria ter controle total sobre o que faria. Se levarmos para o lado do que eu gostaria de fazer depois de me aposentar, quero dedicar minha vida à filantropia, a meus filhos e a ser um bom esposo

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade