2 eventos ao vivo

Djokovic salva 2 match points, bate Del Potro e faz semifinal em Roma

Sérvio bate argentino por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 7/6 (8/6) e 6/4

17 mai 2019
21h46
  • separator
  • comentários

Em uma bela batalha que demorou 3h01min e que fechou em grande estilo a programação noturna de confrontos do Masters 1000 de Roma, o sérvio Novak Djokovic salvou dois match points e venceu o argentino Juan Martín del Potro por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 7/6 (8/6) e 6/4, nesta sexta-feira, e garantiu classificação às semifinais do importante torneio realizado em quadras de saibro na capital italiana.

O líder do ranking mundial teve muito trabalho para despachar o atual nono tenista da ATP, que teve duas bolas para definir a partida no tie-break da segunda parcial, mas não conseguiu fechar o jogo e acabou sofrendo uma amarga derrota nas quartas de final.

Essa foi, por sinal, a 16ª vez em 20 partidas entre os dois que o tenista de Belgrado levou a melhor sobre o rival sul-americano. No sufoco, ele despachou Del Potro pelo quinto duelo consecutivo - não é superado pelo adversário desde quando caiu na estreia da chave masculina de simples do torneio de tênis dos Jogos Olímpicos do Rio-2016.

Com o novo triunfo sobre Del Potro, Djokovic se credenciou para encarar nas semifinais deste sábado um outro tenista argentino. Trata-se de Diego Schwartzman, que nesta sexta-feira foi o responsável pela eliminação do japonês Kei Nishikori, sexto cabeça de chave, derrotado com parciais de 6/4 e 6/2.

Na batalha de mais de três horas que invadiu o início da madrugada em Roma (no horário local), Del Potro começou com tudo. Além de confirmar todos os seus saques no primeiro set, aproveitou uma de duas oportunidades de quebrar o serviço do sérvio para fazer 6/4 e abrir vantagem.

Na segunda parcial, também muito equilibrada, cada tenista converteu um break point e a disputa foi ao tie-break. E, atuando em altíssimo nível e chegando até a ser aplaudido pelo rival ao executar um bela jogada perto da rede, o argentino se viu muito perto da vitória ao abrir 6/4. Porém, ele não conseguiu aproveitar os dois match points e o sérvio fez mais dois pontos para fazer 8/6 e empatar o duelo.

Antes disso, Del Potro chegou a reclamar com o árbitro de cadeira brasileiro Carlos Bernardes ao alegar que haviam molhado demais a quadra ao fim do primeiro set, depois de Djokovic ter reclamado das condições do saibro em Roma. Para o argentino, o procedimento adotado ao término da parcial inicial mudou a velocidade do jogo e ainda deixou o piso escorregadio.

Noset decisivo, Del Potro não conseguiu aproveitar nenhuma das três chances que teve de quebrar o saque do sérvio, que converteu o único break point cedido pelo argentino para abrir vantagem e aplicar o 6/4 que liquidou o confronto.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade