0

Djokovic é contra medidas de segurança do US Open e cogita ficar de fora

10 jun 2020
10h41
atualizado às 10h41
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Djokovic voltou a criticar as medidas de segurança estabelecidas pelo US Open para a realização do Grand Slam. O atual número 1 do ranking da ATP havia chamado de "extremas" as imposições de cogitou ficar de fora do torneio neste ano.

Andrej Isakovic / AFP

"A maioria dos jogadores com quem conversei estava bastante negativa sobre ir para lá. Para mim, atualmente, como as coisas estão, provavelmente a temporada continuará no saibro no início de setembro", falou em entrevista à emissora sérvia RTS.

A realização do US Open ainda não é certa. A Associação de Tênis dos EUA deve anunciar em breve a realização ou não da competição. De qualquer forma, a chave principal está agendada para 31 de agosto.

Uma das restrições que desagradaram Djokovic foi a que limita até uma pessoa da equipe técnica de cada jogador nas partidas, para evitar aglomeração e movimentação por Nova York.

"São condições bastante extremas para jogar. Não acho que seja sustentável", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade