5 eventos ao vivo

Com lesão no tendão de Aquiles, Serena Williams abandona Roland Garros

Tricampeã da competição, a americana sentiu o problema físico durante o aquecimento para a partida

30 set 2020
08h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Tricampeã de Roland Garros e na busca pelo título que a tornaria uma das maiores vencedoras de Grand Slams na história, a americana Serena Williams desistiu da disputa do torneio em Paris, na França, nesta quarta-feira. Ela jogaria a partida pela segunda rodada diante da búlgara Tsvetana Pironkova, número 157 do mundo, que avança à próxima fase. A ex-líder do ranking da WTA, atualmente na nona posição, alegou problemas no tendão de Aquiles no aquecimento horas antes do jogo.

"Eu aqueci e foi um aquecimento muito curto. Falei com meu técnico (Patrick Mouratoglou) e ele disse: 'O que você acha? Qual seu pensamento sobre isso?' Nós dois pensamos sobre e percebemos que era muito mais que provável que não era o melhor tentar jogar hoje (quarta-feira)", explicou Serena.

A tenista americana, de 39 anos, está em busca do 24.º título de Grand Slam para igualar a marca da australiana Margareth Court. Ela já jogou quatro finais de torneios deste nível desde 2018, quando retornou às quadras após a gravidez, mas ainda não conseguiu o tão sonhado troféu.

"Eu realmente queria me esforçar aqui. É o meu (tendão de) Aquiles que não teve tempo suficiente para se curar devidamente depois do US Open. Eu consegui melhorar um pouco, mas olhando no longo prazo no torneio, eu conseguiria passar por jogos suficientes? Para mim, eu não acho que poderia", lamentou.

Serena, que na primeira rodada havia vencido com facilidade a sua compatriota Kristie Ahn, não desistia no meio de um Grand Slam desde o primeiro no seu retorno, também em Roland Garros, em 2018, quando enfrentaria a russa Maria Sharapova nas oitavas de final.

O abandona também impediu um reencontro de Serena contra Pironkova. Ambas se enfrentaram há duas semanas nas quartas de final do US Open, com vitória da americana. A próxima adversária da búlgara sairá do confronto entre as checas Barbora Strycova, cabeça de chave número 32 e 37.ª do mundo, e Barbora Krejcikova, 114.ª colocada do ranking.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade