1 evento ao vivo

Com Bia Haddad, Brasil é convocado para duelo contra a Eslováquia pela Fed Cup

Grupo brasileiro é formado por Bia Haddad, Carolina Meligeni Alves, Gabriela Ce e Luisa Stefani

4 abr 2019
17h40
  • separator
  • 0
  • comentários

A Confederação Brasileira de Tênis ( CBT) anunciou nesta quinta-feira a convocação do Brasil para o confronto contra a Eslováquia, nos próximos dias 20 e 21, em Bratislava, pelos playoffs do Grupo Mundial II (segunda divisão) da Fed Cup - a versão feminina da Copa Davis. A capitã Roberta Burzagli aposta na manutenção da equipe, liderada por Beatriz Haddad Maia, que se destacou e venceu os confrontos do Zonal Americano em fevereiro.

O grupo brasileiro será composto pelas atletas melhores classificadas no ranking da WTA: Bia Haddad Maia (176.ª colocada), Carolina Meligeni Alves (358.ª), Gabriela Ce (441.ª) e Luisa Stefani (448.ª). A jovem Thaisa Pedretti, de 19 anos, foi chamada pela comissão técnica para fazer parte da delegação que viaja à Eslováquia como a quinta jogadora.

Em fevereiro, essa mesma equipe venceu todos os confrontos no Zonal Americano, disputado em Medellín, na Colômbia. Na fase de grupos, superou Argentina (2 a 1), Chile (3 a 0) e Porto Rico (2 a 1). Na final contra o Paraguai, a vitória foi por 2 a 0.

"É muito bom podermos dar continuidade a esta equipe, que mostrou um grande espírito de união na Colômbia. Temos que enaltecer o bom trabalho feito pela capitã Roberta, que demonstrou logo no seu primeiro confronto uma capacidade de liderança notável. Não posso deixar de destacar e agradecer também ao Thomaz Koch, que foi para a Colômbia e também irá para a Eslováquia, sendo uma referência positiva dentro do grupo. É um jogo fora de casa, que representa uma oportunidade diferente para as nossas atletas, em quem acreditamos bastante", frisou Rafael Westrupp, presidente da CBT.

Mandante do confronto, a equipe eslovaca já definiu o local do confronto e o tipo de piso. Os duelos serão disputados na AXA Arena NTC, na capital Bratislava, em quadra coberta e piso de saibro. "Recentemente, na Colômbia, ganhamos os quatro confrontos no saibro. As jogadoras brasileiras estão acostumadas com isso, pois jogam desde criança no saibro. Então, foi uma boa escolha para nós", destacou a capitã brasileira.

A Eslováquia vem de derrota na Fed Cup. Em fevereiro, a equipe europeia, desfalcada de suas melhores atletas - Dominika Cibulkova e Viktoria Kuzmova -, perdeu por 4 a 0 da Letônia em confronto válido pelo Grupo Mundial II. A equipe tem até a próxima terça-feira para apontar as convocadas para o duelo contra o Brasil.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade