PUBLICIDADE

COI diz que horários do tênis estão sendo revisados devido ao calor nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Sérvio Novak Djokovic e russo Daniil Medvedev reclamaram das altas temperaturas e da umidade do ar durante as partidas

25 jul 2021 12h22
| atualizado às 12h40
ver comentários
Publicidade

O diretor de esportes do Comitê Olímpico Internacional (COI), Kit McConnell, anunciou neste domingo, dia 25, que os horários das partidas de tênis dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 serão revisados, após reclamações como a do sérvio Novak Djokovic e do russo Daniil Medvedev, pelas altas temperaturas e a forte umidade do ar no Ariake Coliseum, onde acontece a competição.

"Grande parte do calendário que foi montado, sempre foi possível mudar dependendo do esporte, para evitar as horas mais quentes do dia em Tóquio. Isso não é possível em todas as modalidades, mas há amplas medidas para amenizar o calor em todos os treinos e em todas as partidas", explicou o dirigente.

No sábado, após vencer sua partida de estreia na chave de simples masculina, Djokovic disse ser um desafio jogar com as temperaturas e umidade do ar extremas na arena em que a competição acontece, o que levou a Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) a estudar a situação atual em Tóquio "para abordar pontos concretos", conforme indicou McConnell.

O diretor de esportes do COI lembrou que foram tomadas decisões levando em conta modalidade por modalidade, além da implementação de medidas que permitem aos jogadores se refrescarem em vários momentos das partidas, dependendo da estrutura, entre pontos ou entre sets. A decisão ainda não foi tomada.

Estadão
Publicidade
Publicidade