PUBLICIDADE

Tênis

Bia Haddad diz que Swiatek não é imbatível, mas exalta ponto mais forte da Nº 1

Brasileira deu as declarações para o CNN Esportes de Maurício Noriega. Ela já chegou em Bad Homburg onde tenta espantar má fase

20 jun 2024 - 12h57
(atualizado às 12h57)
Compartilhar
Exibir comentários
Bia Haddad
Bia Haddad
Foto: Bad Homburg / Esporte News Mundo

Número 18 do mundo e primeira do Brasil, Bia Haddad Maia exaltou as qualidades de Iga Swiatek, número 1 do mundo que vem do tetracampeonato de Roland Garros e soma três canecos consecutivos. 

"Ela não é imbatível, mas é a mais concentrada, está sempre muito no presente, oscila muito pouco, se frustra muito pouco ela sempre quer o próximo ponto. Ela é muito concentrada, pra mim é a maior qualidade dela", disse a brasileira no programa CNN Esportes apresentado por Maurício Noriega.

Ao ser perguntada por suas desafiantes como Aryna Sabalenka e outras, Bia respondeu: "Se você olhar tenísticamente, nos golpes dela, provavelmente ela não é a …dentro das pessoas que estudam biomecânica, de nível de tênis, qualidade tenística, a Rybakina, Sabalenka, a Gauff, podem em certos momentos do jogo atuar melhor do que ela, mas a Iga é a mais concentrada e o que resume é na hora do play, quem enfrenta o 30/40 no 4 a 4 do segundo set e leva o jogo, é isso que comanda o tênis", apontou a brasileira que tem uma vitória sobre a adversária, em 2022, no Canadá. Ela perdeu em Roland Garros na semi do ano passado e este ano duas vezes na United Cup na Austrália e nas quartas de Madri.

A primeira do Brasil, já desembarcou em Bad Homburg, na Alemanha, para a disputa do WTA 500 na próxima segunda-feira, o último evento antes de Wimbledon.

A paulistana já iniciou os trabalhos de treinamento no torneio que foi promovido (era um WTA 250 no ano passado) e conhecerá na tarde desta sexta-feira sua adversária de estreia no evento. 

Bia vai em busca de espantar a má fase. Ela vem de derrotas na estreia em Roland Garros e esta semana em Berlim, na Alemanha, somando três derrotas seguidas. A única vez onde venceu dois jogos em um mesmo torneio desde o final de fevereiro foi em Madri, na Espanha. A brasileira tem 16 derrotas nos 31 jogos na temporada em simples.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade