0

Após seu melhor ano, Marcelo Melo sonha em vencer outro Grand Slam

6 dez 2017
14h16
  • separator
  • comentários

A temporada de 2017 reservou o auge da trajetória de Marcelo Melo no esporte. O tenista mineiro realizou o sonho de conquistar Wimbledon, venceu três títulos de Masters 1000 e classificou o ano como "o melhor de sua carreira". Depois de um ano histórico - que deve levar ele a ser o brasileiro a ficar mais tempo na liderança do ranking da ATP, superando Gustavo Kuerten, o Guga - o atleta de 34 anos projeta a conquista de mais um Grand Slam e sonha em fazer uma boa campanha no ATP Finals, competição que ainda não conquistou e ficou a uma vitória de ser campeão.

"Eu gostaria de conquistar outro título de Grand Slam. Independente de qual for, eu ficaria extremamente feliz de ganhar mais um. (Quero) um título realmente inédito, eu gosto do Aberto da Austrália e o ATP Finals, que a gente (ele e Lukasz Kubot) foi bem nesse ano (perdeu a final para Henri Kontinen e John Peers por sets diretos)", declarou Marcelo Melo antes de falar dos seus planos a longo prazo. "Se um dia eu conseguir completar os quatro títulos será mais um sonho realizado. Eu quero também conquistar uma medalha olímpica. Tóquio (2020) está muito próximo".

No começo da temporada, quando estava começando sua parceria com o Lukasz Kubot, a dupla do brasileiro não conseguiu bons resultados, sendo eliminado sempre nas primeiras rodadas dos torneios. Segundo o mineiro, o ponto de virada foi a conquista do Masters 1000 de Indian Wells.

"O (torneio) mais marcante foi Indian Wells. Lá (nos Estados Unidos), a gente conseguiu jogar como dupla em alto nível e chegamos na final após vários bons jogos. Foi o momento mais importante da nossa dupla e depois vieram os títulos. O ano inteiro reservou momentos especiais", declarou o mineiro.

A meta para o próximo ano, além de continuar ganhando títulos, é evoluir como dupla após uma primeira temporada de "ajustes" e "aprendizado" da forma como seu companheiro atua. "Nosso objetivo é continuar mantendo o mesmo nível e evoluindo. Temos que evoluir em alguns pontos para nos mantermos em alto nível", finalizou Marcelo Melo.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade