1 evento ao vivo

Após eliminação, Djokovic elogia adversário e lamenta "dia ruim"

10 ago 2018
09h37
atualizado às 09h37
  • separator
  • comentários

Novak Djokovic saiu de quadra na noite da última quinta-feira visivelmente frustrado com sua atuação e a consequente derrota para o grego Stefanos Tsitsipas por 2 sets a 1 (6/3, 6/7 (5-7) e 6/3) no Masters 1000 de Toronto. Após a partida, em sua entrevista coletiva, o sérvio comentou sobre o "dia ruim" que teve e não poupou elogios ao adversário, que vive grande momento no circuito.

"Perder sempre me deixa frustrado, mas tenho que aceitar, saber lidar com o que aconteceu e seguir em frente. Acredito que não consegui jogar muito bem, principalmente da linha de base. A devolução também acabou não sendo nada efetiva e no geral a minha partida não foi das melhores. Dias ruins são normais e acredito que hoje (quinta-feira) foi um deles", disse Djokovic, que já emendou elogios a Tsitsipas.

"Não tenho dúvidas de que ele é um dos líderes da nova geração, especialmente na atual temporada, em que tem conseguido resultados incríveis. Ele mostra um grande comprometimento, muita disciplina, trabalha duro tanto na academia quanto nas quadras e está vendo tudo isso dar resultado. Além de tudo, ele tem muito talento e terá um grande futuro", completou.

Apesar de eliminado na chave de simples, Djokovic segue vivo nas duplas atuando ao lado de Kevin Anderson. Nas quartas de final, o sérvio e o sul-africano derrotaram os atuais campeões, Pierre Herbert e Nicolas Mahut, e agora buscam uma vaga na semifinal do torneio em solo canadense contra o croata Nikola Mektic e o austríaco Alexander Peya.

"Agora vou para o Masters 1000 de Cincinnati, o único que eu nunca venci, e quem sabe eu não consigo fazer um bom torneio. Quem sabe com as duplas e com os treinos eu não consigo o que preciso para este próximo torneio", analisou Djokovic.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade