0

Apesar de novas restrições, Roland Garros espera receber 5 mil torcedores por dia

Autoridades disseram, entretanto, que vão reduzir ainda mais o número de torcedores nos jogos

24 set 2020
14h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O diretor de Roland Garros, Guy Forget, afirmou nesta quinta-feira que o Grand Slam francês de tênis espera receber 5 mil torcedores por dia em seu complexo, a partir de domingo, quando terá início a competição, em Paris. As autoridades, contudo, disseram na quarta-feira, que reduzirão o limite para apenas mil pessoas em grandes eventos no país.

"Ainda esperamos contar com 5 mil fãs. A última informação oficial que tivemos é que a prefeitura considera 5 mil um número muito, muito seguro. Vamos realizar o evento numa área equivalente a 15 campos de futebol e tudo ao ar livre. Já definimos todos os procedimentos de saúde, com máscaras e álcool em gel para limpar as mãos", disse Forget.

Apesar disso, o ministro da Saúde da França, Olivier Veran, afirmou na quarta que um novo limite, de 1.000 pessoas, seria imposto em todos os grandes eventos das cidades como Paris, em razão da preocupação com o crescimento de casos de novo coronavírus no país. No início de setembro, a França bateu o recorde de novos infectados desde o fim da quarentena.

Agora, autoridades federais e municipais de Paris vão discutir nos próximos dias se este novo limite também será aplicado a Roland Garros. O Grand Slam terá início no domingo e será disputado até o dia 11. Será a primeira grande competição de tênis no mundo a receber público. No começo de setembro, o US Open foi realizado sem a presença de torcedores.

"Como diretor do torneio, espero que as próximas discussões que teremos com o CEO e o presidente da nossa federação, juntamente com as autoridades, nos levem ao caminho que já definimos (de ter 5 mil torcedores)", reafirmou Guy Forget, que garantiu que não haverá interação entre os jogadores e os fãs no complexo da competição.

Se o limite de capacidade de Roland Garros for diminuído, será a segunda redução consecutiva aplicada ao torneio nas últimas duas semanas. Inicialmente, a competição esperava contar com 11.500 torcedores no complexo por dia.

"Cada decisão de reduzir o público é mais um sinal de perigo que está por vir. Estamos num complexo ao ar livre, com muito espaço entre as pessoas, com caminhos para ir e voltar. Todos vão usar máscaras, incluindo os boleiros e juízes de linha e árbitro principal de cada jogo. Somente os jogadores, enquanto estiverem jogando, não precisarão usar máscara", disse Forget.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade