0

Agassi comenta sobre rompimento com Djokovic: "Nada particular"

13 jun 2018
10h21
  • separator
  • comentários

Formada em março de 2017, a parceria entre Andre Agassi e Novak Djokovic não durou nem um ano e foi findada no último mês de maio de uma forma até surpreendente. Pouco tempo depois, o agora ex-treinador do sérvio concedeu a primeira entrevista explicando os motivos que levaram ao fim do trabalho e enfatizou que não foram divergências de opinião nem questões pessoais os motivos do projeto minado.

"Não foi nada em âmbito particular, isso garanto. O objetivo era ajudá-lo, entre outras coisas, em relação ao saque. Adoro tênis e queria que ele voltasse o mais depressa possível, porque o tênis precisa dele, mas teve um problema no cotovelo e, dessa forma, foi difícil de conseguir ajudá-lo, também pelas circunstâncias físicas", disse Agassi ao site Tennis World.

Além do ex-tenista norte-americano, Djokovic encerrou, também recentemente, a parceria com Radek Stepanek, que durou apenas quatro meses. Com Agassi, o sérvio conseguiu levantar o troféu do ATP 250 de Eastbourne, realizado nas quadras de grama.

"Estava tudo correndo de uma forma que nós não queríamos, muito devagar. Ele (Djokovic) tem uma forma de ver o tênis e eu tenho outra, mas sempre vivemos bem com isso. Quando vi que não o estava conseguindo ajudar, não havia justificativa para eu continuar tentando. Eu não era o que o Djokovic precisava, mas continuamos a nos respeitar", ressaltou o treinador.

Com a saída de Agassi, o tenista sérvio volta a trabalhar com Marjan Vajda, retomando uma parceria que durou um 11 anos, acumulou sucessos e acabou ainda em 2017. Na última terça-feira, Djokovic confirmou sua participação no ATP 500 de Queen's.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade