0

Suárez diz que 2014 "é passado" e se vê maduro para Copa

Quatro anos depois de morder o zagueiro Chiellini, atacante terá chance de se redimir e ajudar o Uruguai na Rússia

28 mai 2018
17h59
atualizado às 17h59
  • separator
  • 0
  • comentários

Quatro anos depois de protagonizar uma das mais bizarras cenas da história da Copa do Mundo ao morder o zagueiro Chiellini e, posteriormente, ser suspenso, o atacante Luis Suárez terá a chance de se redimir com a camisa da seleção uruguaia no Mundial da Rússia. E o jogador do Barcelona faz questão de afastar aquele episódio, considerado o grande culpado pela queda precoce da equipe no torneio.

"O que aconteceu em 2014 já está no passado, assim como 2010. Hoje, tenho outras expectativas e sensações que me motivam muito para chegar longe", declarou. "Amadureci bastante, mas sempre disse que, apesar de mudar em alguns aspectos, minha forma de jogar sempre será a mesma, porque vivo assim o futebol e sou assim."

Zagueiro Chiellini mostra a mordida que recebeu de Suárez no ombro, na partida entre Itália e Uruguai pela Copa do Mundo de 2014
Zagueiro Chiellini mostra a mordida que recebeu de Suárez no ombro, na partida entre Itália e Uruguai pela Copa do Mundo de 2014
Foto: Tony Gentile / Reuters

Depois de perder a primeira partida do Mundial de 2014 por lesão, Suárez voltou para garantir as vitórias sobre a Inglaterra e a Itália e a classificação às oitavas de final. Contra os italianos, porém, foi flagrado pelas câmeras de tevê mordendo o adversário, acabou sendo suspenso e ficou de fora do resto do torneio.

Perguntado nesta segunda-feira sobre o que aprendeu com aquele episódio, Suárez minimizou. "Para mim, não trouxe nada novo. Aprendi desde criança a disputar cada bola, em casa partida", comentou.

Suárez ainda falou sobre os favoritos para o título na Rússia e listou Brasil, Alemanha, Espanha e Argentina entre eles, mas citou também a França, "que tem uma geração muito boa" e a Bélgica, que "jogará o segundo Mundial com a mesma geração e creio que é outra (seleção) que pode ser campeã".

Nesta segunda-feira, o técnico Óscar Tabárez comandou o primeiro treino do Uruguai com todo o elenco à disposição. No dia 7 de junho, o país disputa um amistoso com o Usbequistão, em Montevidéu. Na Copa do Mundo, os uruguaios estão no Grupo A, ao lado de Rússia, Arábia Saudita e Egito, adversário da estreia dia 15 de junho, em Ecaterimburgo.

 

Veja também:

Fifa nega apelação de Suárez e mantém punição

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade