0

No STJD, presidente do Sport nega arrependimento e diz que foi distorcido

19 mar 2013
18h53
atualizado às 19h01
  • separator
  • 0
  • comentários

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ouviu nesta terça-feira, em Goiânia, o presidente do Sport, Luciano Bivar, por mais de uma hora, sobre a declaração dada por ele sobre a convocação do meio-campista Leomar pela Seleção Brasileira em 2001. Bivar reiterou o que já havia dito sobre o caso e acredita que teve suas palavras distorcidas. O auditor do STJD, Miguel Cançado, ainda colherá os depoimentos de Emerson Leão e Antônio Lopes na próxima quinta-feira, de um repórter que participou da entrevista e do próprio jogador.

<p>"O que a gente fez foi o que todo mundo faz que é contratar uma empresa de marketing para você vender o seu produto", disse dirigente</p>
"O que a gente fez foi o que todo mundo faz que é contratar uma empresa de marketing para você vender o seu produto", disse dirigente
Foto: MEI João Paulo Bezerra Di Medeiros - Especial para o Terra

O inquérito foi aberto pelo STJD no último dia 11 de março para averiguar o possível pagamento de propina do Sport para a convocação do volante Leomar pela Seleção Brasileira. O presidente do Sport, Luciano Bivar, acredita que houve distorção no que ele disse.

“Eu não falei nada demais para ter arrependimento. O que a gente fez foi o que todo mundo faz que é contratar uma empresa de marketing para você vender o seu produto. As instituições merecem todas as considerações, e o STJD não é diferente. Eles têm o direito de fazer os devidos apuramentos, diante das distorções que foram feitas nas minhas falas”, frisou.

Após mais de uma hora de depoimento em Goiânia, o auditor Miguel Cançado classificou o depoimento como importante, mas não revelou o seu conteúdo. Segundo ele, esse inquérito se tornará público somente ao fim da fase de coleta de dados.

“Eu procurei extrair dele o máximo de informações, mas não posso divulgar o conteúdo porque o inquérito está apenas no início e na fase de coleta de provas. Foi um depoimento longo com muitas informações e vou fazer um cotejo dessas informações com as demais que vou ouvir e as informações que estão na entrevista concedida pelo senhor Luciano Bivar”, esclareceu.

Além do presidente Luciano Bivar e de seu advogado Osvaldo Sestário, estiveram presentes na audiência o auditor do STJD, Miguel Cançado, o auditor do TJD/DF, Edvaldo Soares, e o procurador do STJD, Fernando Silva.

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; http://www.terra.com.br/esportes/infograficos/projetos-e-obras-copa-2014/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; http://www.terra.com.br/esportes/infograficos/projetos-e-obras-copa-2014/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;
Fonte: MEI João Paulo Bezerra Di Medeiros - Especial para o Terra MEI João Paulo Bezerra Di Medeiros - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade