1 evento ao vivo
Logo do Sport
Foto: terra

Sport

Cruzeiro domina o Sport no Mineirão e entra no G-6

20 ago 2017
18h03
atualizado às 18h23
  • separator
  • comentários

O Cruzeiro jogou com a cabeça na quarta-feira, data da partida contra o Grêmio, pela Copa do Brasil, mas foi o suficiente para dominar o Sport na tarde deste domingo, no Mineirão, e vencer por 2 a 0 dentro do estádio do Mineirão. Superior aos visitantes, o time da casa abriu o placar ainda no primeiro tempo, com Sassá, e confirmou seu triunfo com Raniel, já na etapa final.

Sassá, do Cruzeiro, comemora o primeiro gol da partida contra o Sport no estádio do Mineirão
Sassá, do Cruzeiro, comemora o primeiro gol da partida contra o Sport no estádio do Mineirão
Foto: Andre Yanckous/ Agif/Gazeta Press

Com o resultado, a Raposa chega a 30 pontos conquistados e entra no G-6 do Brasileiro, que dá vaga à pré-Libertadores de 2018, ultrapassando o Atlético-PR, que empatou com o Grêmio pela manhã, e o próprio Leão, que ficou com 29, na oitava colocação.

Na próxima rodada, os comandados de Mano Menezes recebem o Santos, às 19h (de Brasília) do domingo, no mesmo Mineirão em que encaram o Grêmio, às 21h45 da quarta-feira, pela Copa. No embate eliminatório, porém, os mineiros têm que tirar a desvantagem de terem perdido por 1 a 0 na ida, em Porto Alegre. Vanderlei Luxemburgo e sua trupe, por outro lado, só jogam no dia 2 de setembro, contra o Tricolor gaúcho.

Oportunismo de Sassá abre o caminho

O primeiro tempo da partida começou com o Cruzeiro acelerando bastante o jogo, tentando esticar as bolas ou para as pontas, com Alisson e Rafinha, ou para o centroavante Sassá. O lance inicial de perigo, no entanto, saiu para o time visitante. Aos quatro minutos, em escanteio cobrado por Everton Felipe, André desviou na primeira trave e mandou rente à trave de Fábio.

O duelo seguiu com os mandantes controlando as ações, mas mais um lance de perigo de André, cabeceando por cima do gol, mostrou que os cruzeirenses precisavam transformar o domínio em gols. Foi a senha para que, aos 33 minutos, Hudson roubasse bola no ataque, acionasse Ezequiel e o lateral cruzasse na cabeça de Sassá. O centroavante testou sem muita força, para o chão, e venceu Magrão.

A vantagem poderia ter sido ainda maior antes do intervalo, mas Léo, após cruzamento de Thiago Neves, cabeceou no travessão de Magrão. Na sequência, em outra boa descida de Ezequiel pelo lado direito, o lateral cruzou rasteiro na segunda trave, Thiago Neves tentou chegar de carrinho, mas não conseguiu desviar.

Cruzeiro segura o jogo e define no fim

O segundo tempo da partida mostrou um Cruzeiro muito mais tranquilo em campo, com a vantagem no placar, e um Sport com bastante dificuldade sem os espaços do contra-ataque. Em boa investida logo de cara, Thiago Neves recebeu na entrada da área e chutou forte, carimbando o travessão do Sport.

A vantagem poderia ter sido aumentada logo na sequência, em contra-ataque puxado por Rafinha, pelo lado direito. O avante acionou Thiago Neves e o meia tocou de primeira para Sassá, já dentro da área. O centroavante dominou no peito e chutou cruzado, exigindo boa defesa de Magrão.

Depois de administrar o placar, a Raposa conseguiu definir seu triunfo já nos minutos finais da partida, quando Thiago Neves entrou driblando na área adversária e acabou desarmado. Raniel, esperto, pegou a sobra, limpou a marcação e chutou cruzado para fazer a festa da torcida.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 0 SPORT

Local : Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data: 20 de agosto de 2017, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Vinícius Melo de Lima (RN) e Jean Márcio dos Santos (RN)

Público: 10.393 presentes

Renda: R$ 132.119,00

Cartões amarelos: Rafinha (Cruzeiro)

Gols:

CRUZEIRO: Sassá, aos 34 minutos do primeiro tempo, e Raniel, aos 42 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO : Fábio; Ezequiel, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Hudson (Lucas Silva), Henrique, Rafinha e Thiago Neves; Alisson (Élber) e Sassá (Raniel)

Técnico : Mano Menezes

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Henríquez e Mena (Anselmo); Rithely, Patrick e Diego Souza; Everton Felipe (Rogério), Lenis (Juninho) e André

Técnico : Vanderlei Luxemburgo

Veja também

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade