0

Esportes

Slater pressiona Medina: "vou fazer de tudo para que perca"

Instagram / Reprodução
12 dez 2014
09h20
atualizado em 8/1/2015 às 19h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Gabriel Medina e Mick Fanning que se cuidem, porque o undecacampeão do mundo, Kelly Slater, estará 100% quando o mar de Pipeline tiver condições de competição. Correndo por fora na disputa pelo título do Mundial de surfe, o WCT, o americano quebrou dois dedos do pé enquanto treinava em Fiji, no início de novembro, situação que causou preocupação de grande parte de seus torcedores.

No entanto, em entrevista coletiva, Slater contou que surfou normalmente durante algumas horas de treinamento, tranquilizando os fãs do surfe. "Meus ossos se curaram, apesar de eu sentir ainda um pouco os dedos. Felizmente, eu posso manter meu pé de apoio firme. Eu surfei algumas horas agora e estou realmente surpreso em como me senti bem", disse o americano.

Kelly Slater vai em busca do 12º título Mundial e é o maior campeão nos 33 anos de história do evento. Só que para conquistar o feito, o americano terá de vencer a etapa em Pipeline e torcer por tropeços de Medina e Fanning. O paulista de Maresias lidera o WCT, com 56.550 pontos, e é seguido pelo australiano Mick Fanning, que tem 53.100. Correndo por fora está Slater, com 50.050. Para surpreender, o lendário surfista conta com a pressão para atrapalhar o favorito Medina.

"Ele deve sentir a pressão. É difícil ganhar um título de forma antecipada, mas ele poderia ter feito isso há uma ou duas etapas. Mas eu acho ótimo que o campeão seja definido em Pipeline. Só o Gabriel sabe o que passou na sua cabeça nos últimos eventos, mas ele definitivamente não teve o sucesso deste ano nos últimos. Há muitos de vocês (jornalistas) em volta e, literalmente, milhões de pessoas querendo que ele conquiste isso para o país. Eu vou fazer de tudo para que ele perca porque quero essa vitória", declarou o surfista de Cocoa Beach, na Flórida.

Após quatro dias da inauguração da etapa de Pipeline, as triagens sequer definiram os últimos dois classificados à chave principal. O último round, envolvendo os havaianos Reef Mcintosh, Jamie O’Brien, Makai McNamara e Hank Gaskell, está marcado para acontecer nesta sexta-feira, às 15h30 (de Brasília) - caso o mar tenha boas condições de surfe. As duas vagas preencherão as baterias de Medina e Fanning.

Foto: Kirstin Scholtz / EFE

Mick Fanning, Gabriel Medina e Kelly Slater: apenas um erguerá a taça de campeão mundial de surfe em 2014 (Kirs Schultz/EFE)

Veja também:

Editor do L! aponta Fla, Inter e Galo como postulantes ao título do Brasileirão
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade