PUBLICIDADE

'Sem ter o que provar', Anderson Silva estreia em luta de boxe: 'Não estou aqui para representar o MMA'

Anderson Silva enfrenta o mexicano Julio Cesar Chaves Jr, em Guadalajara, no próximo sábado

16 jun 2021 20h30
ver comentários
Publicidade

Longe dos octógonos, Anderson Silva estreia, no próximo sábado, nos ringues de boxe. Diante do mexicano Julio Cesar Chaves Jr, em Guadalajara, no México, o lutador brasileiro quer deixar o passado para trás. Em entrevista ao "GE", o dono de 34 vitórias no UFC disse que vai representar sua família e dar o seu melhor no "esporte que respeita".

Anderson Silva estreia neste sábado nos ringues de boxe (Foto reprodução UFC)
Anderson Silva estreia neste sábado nos ringues de boxe (Foto reprodução UFC)
Foto: Lance!

- Deixa eu falar algo bem importante, (a luta) não é sobre provar nada para ninguém. O Boxe é um esporte diferente do MMA. As pessoas precisam respeitar o boxe e respeitar o MMA. Eu não estou aqui para representar o MMA, eu estou aqui para representar a minha família e dar o meu melhor nesse esporte que eu respeito - começou Anderson Silva.

- Tive grandes desafios na minha vida, já lutei em vários países ao redor do mundo, contra grandes campeões. Mas eu amo o boxe, quando eu comecei eu tentei ir para o boxe, mas a vida acabou mudando e eu fui para o MMA. (...) Eu treino boxe há muitos anos, já lutei amadoramente e profissionalmente. É claro que não no mesmo nível, mas eu só tento aproveitar. Eu sinto diferença (entre o MMA e o boxe), mas eu adaptei meu corpo , e eu estou muito feliz em estar aqui - completou o lutador.

Anderson Silva também comentou sobre o receio de estrear em uma nova modalidade. Para ele, o simbolismo de sua estreia vai além do resultado do combate.

- Eu sou um lutador e eu vou lutar. Essa é uma grande oportunidade para mim. Não é para provar nada, mas para passar uma boa mensagem para as pessoas no mundo, que não é sobre lutar, mas é sobre o quanto você gosta do que faz, o quanto você ama algo. E fazer uma coisa especial para o mundo. Esse é o meu objetivo agora - concluiu.

Em novembro de 2020, o brasileiro, que passou os últimos 14 anos de sua carreira lutando pelo Ultimate, sendo campeão peso-médio da organização por sete anos, anunciou sua aposentadoria. Pelas redes sociais, se pronunciou através de uma longa mensagem para os seus fãs.

Lance!
Publicidade
Publicidade