PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Volpi vive altos e baixos em 2021, mas tem respaldo de Ceni para seguir no São Paulo

29 nov 2021 08h09
| atualizado às 08h09
ver comentários
Publicidade

2021 foi um ano de altos e baixos para Tiago Volpi no São Paulo. De campeão paulista às críticas por falhas em decisões, o goleiro viveu o céu e o inferno no clube, mas se blindou da forte pressão da torcida para dar a volta por cima e ganhar elogios até mesmo de uma das maiores referências de sua posição e que hoje é seu treinador.

"Para mim, vale muito o que vejo no dia a dia. Vejo um cara trabalhador, assim como eu era, chegava cedo e saía tarde", comentou Rogério Ceni ao ser questionado sobre Tiago Volpi.

Contra o Sport, Tiago Volpi fez grande defesa logo no início da partida, em forte cabeçada de Mikael, após cobrança de escanteio, para manter o 0 a 0 no placar. Um gol dos visitantes naquela altura da partida poderia acabar levando os planos do São Paulo por água abaixo.

"Ele fez uma defesa espetacular no primeiro tempo, à queima-roupa. Acho que ele tem total condição de ser titular para 2022", completou Ceni.

Mas, apesar das decisivas defesas nesta reta final de Campeonato Brasileiro, a temporada de Tiago Volpi foi bastante tortuosa. Nas quartas de final da Libertadores, contra o Palmeiras, o goleiro foi culpado por gols dos rivais tanto no jogo de ida, no empate em 1 a 1, quanto na volta, na derrota por 3 a 0.

Os gols de Patrick de Paula no Morumbi, de falta, e o de Raphael Veiga, no Allianz Parque, que abriu o caminho para a vitória acachapante do Palmeiras, enfureceram grande parte da torcida são-paulina, que apontaram falhas de Volpi nas jogadas. Contra o Fortaleza, pelas quartas de final da Copa do Brasil, o camisa 1 tricolor também decepcionou os são-paulinos sofrendo um gol em que a bola passou por baixo de seus braços mesmo em um chute no meio da meta.

Fato é que nesta luta do São Paulo contra o rebaixamento Volpi vem sendo extremamente importante e colecionando defesas difíceis. Responsável por evitar resultados ainda piores do Tricolor, o goleiro, aparentemente, iniciará 2022 como titular absoluto do time do Morumbi.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade