0

Veja quem da Copinha pode pintar no profissional do São Paulo

2 jan 2018
08h06
atualizado às 17h26
  • separator
  • comentários

O São Paulo se prepara para a disputa de mais uma edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Vindo de duas últimas campanhas aquém das expectativas, caindo nas quartas de final em 2016 e na segunda fase em 2017, a equipe comandada pelo técnico André Jardine desta vez contará com um elenco de bastante prestígio. Alguns dos jogadores do treinador, inclusive, foram utilizados por Dorival Jr no time profissional na reta final do ano passado, após a equipe se livrar do risco de rebaixamento.

Apostando nas categorias de base como uma forma de se reforçar sem gastar milhões, o São Paulo espera que os jovens talentos façam jus a todo o frisson a sua volta e se convertam em grandes nomes do futebol. Para esta Copinha, as ausências do atacante Brenner, principal revelação de Cotia, e de Paulo Boia são certas. Já outros nomes ainda estão sendo estudados pela comissão técnica do time profissional e podem integrar o elenco após o torneio.

Se Jardine não poderá contar com dois jogadores importantes, ao menos terá à disposição outros atletas que vêm lidando com a grande expectativa por parte da torcida, imprensa e diretoria. Trata-se do atacante Guilherme Bissoli, dos meias Igor Gomes e Gabriel Sara, e do lateral Liziero. Todos estes já treinaram com o profissional e foram relacionados por Dorival Jr nas últimas rodadas do Brasileirão. A única exceção é Marquinhos Cipriano, outra joia de Cotia.

Bissoli e Gabriel Sara entraram nos últimos minutos do empate em 1 a 1 entre São Paulo e Bahia, no Morumbi, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Contando com casa cheia na ocasião, Dorival Jr resolveu dar uma oportunidade aos dois atletas pelo bom rendimento que tiveram nos treinamentos da equipe.

Já Liziero chegou a ser relacionado para os confrontos contra Coritiba e Bahia, porém, não foi acionado. Igor Gomes, meia que é comparado constantemente a Kaká, também esteve presente na lista de atletas que viajaram até Curitiba para encarar o Coxa, no entanto, permaneceu no banco de reservas durante os 90 minutos.

Marquinhos Cipriano, por sua vez, vive uma situação diferente. O jovem foi eleito o 82º melhor jogador Sub-20 do mundo pela conceituada revista inglesa Four Four Two e é quem sofre mais assédio de clubes do exterior. A tendência é que ele passe a fazer parte do elenco profissional neste ano. A única dúvida é se a questão irá se concretizar antes, durante ou após a Copinha.

Tricampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Tricolor paulista não conquista o torneio desde 2010, quando contou com jogadores como Lucas, atualmente no Paris Saint-Germain, e Casemiro, do Real Madrid. Recém-campeão da Copa RS, campeonato preparatório para a principal competição de base do país, o São Paulo entrará em campo pela primeira vez no dia 3 de janeiro, contra o Cruzeiro-DF. Depois, enfrenta o Sergipe, no dia 6, e Botafogo-SP, no dia 9.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade