PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

Veja o que mudou no São Paulo desde a final do Paulistão contra o Palmeiras

18 jun 2022 07h09
ver comentários
Publicidade

O São Paulo volta a encontrar o Palmeiras nesta segunda-feira, às 20h (de Brasília), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clássico marca um confronto direto pelas primeiras colocações da tabela, mas também tem um certo gosto de revanche ao Tricolor, que acabou perdendo o título Estadual para o rival ao ser goleado por 4 a 0 no jogo de volta da decisão.

Desde aquela trágica derrota do São Paulo, muita coisa mudou no clube. O técnico Rogério Ceni passou a apostar em um novo esquema tático, alguns jogadores perderam destaque, outros ganharam espaços, e as perspectivas sobre até onde esse elenco pode chegar diminuíram consideravelmente.

O São Paulo enfrentou o Palmeiras com o esquema 4-4-2 na final do Paulistão. No jogo de ida, com o apoio de mais de 60 mil torcedores no Morumbi, o Tricolo venceu por 3 a 1. Já na volta, no Allianz Parque, não viu a cor da bola e foi goleado por 4 a 0.

Atualmente, o técnico Rogério Ceni vem deixando de lado o esquema tático usado na final do Paulistão. O ídolo tricolor vem apostando no 3-5-2, sistema que acredita que pode dar mais segurança defensiva ao time, qualidade na saída de bola e boa chegada pelos lados de campo, já que seus laterais atuam como alas.

Pablo Maia, revelação do Campeonato Paulista e que havia caído nas graças da torcida, perdeu espaço por causa de suas oscilações. A derrocada do volante teve início no jogo de volta da final do Paulistão, em que mostrou ter sentido o peso do jogo. Daí em diante, o jovem revelado em Cotia passou a receber oportunidades como titular em jogos secundários do São Paulo, como os compromissos na fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Entretanto, com a lesão de Luan, que será submetido a cirurgia, Pablo Maia surge como único primeiro volante e origem no elenco e pode voltar a ganhar espaço. Igor Gomes e Gabriel Neves, improvisados, também costumam exercer a função.

Tiago Volpi e Marquinhos, que estavam presentes no último Choque-Rei, já não pertencem mais ao São Paulo. O primeiro se transferiu para o Toluca, do México. Já o segundo foi comprado pelo Arsenal, da Inglaterra.

Em contrapartida, garotos como o atacante Caio e os zagueiros Luizão e Lucas Beraldo passaram a integrar de vez o elenco profissional, sendo acionados gradativamente por Rogério Ceni. O primeiro, entretanto, rompeu o ligamento cruzado do joelho direito recentemente e passou por cirurgia.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade