2 eventos ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Vaiados, Cueva e Nem recebem apoio de Dorival: "Vão recuperar"

14 jul 2017
08h09
atualizado às 12h21
  • separator
  • comentários

Questionados pela torcida já há algum tempo, Christian Cueva e Wellington Nem deixaram o campo vaiados na última quinta-feira, quando o São Paulo só empatou por 2 a 2 com o lanterna Atlético-GO, em pleno Morumbi, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Recém-chegado ao clube, o técnico Dorival Júnior, que exaltou a "entrega" da equipe, acredita veementemente que possa recuperar a dupla, para que as pazes com a torcida sejam feitas em breve.

"Se eles continuarem reagindo como tentaram fazer nesta noite, vão alcançar essa condição. Não tenho dúvidas que vão se recuperar diante do torcedor. Não tenho receio em afirmar que em breve estaremos em outro caminho", assegurou o treinador.

Apagados diante do Atlético-GO, Wellington Nem e Cueva saíram para as entradas de Marcinho e Gilberto, respectivamente, na parte final do segundo tempo. Ambos deixaram o campo vaiados, mas principalmente o peruano, que nem sequer viajou a Santos no último final de semana para o clássico na Vila Belmiro.

Cueva caiu acentuadamente de rendimento nos últimos. Desde março, quando sofreu uma lesão pela seleção peruana, o jogador não marcou mais gols nem deu assistências. Por isso, a bronca da torcida.

"O São Paulo tem que continuar buscando, é o oitavo resultado negativo seguido, isso é mais do que um complicador para a sequência, porém eu vi coisas boas e prefiro motivá-los ainda mais para buscar esse resultado faltoso", acrescentou Dorival.

Da dupla, o único que topou falar com os jornalistas após a partida foi Wellington Nem. O atacante, que possui apenas um gol em 22 jogos com a camisa tricolor, diz entender a ira da torcida, mas confia na reação de todos sob o comando de Dorival.

"Quando a fase do time não está boa, pegam no pé de todo mundo. Vamos levantar a cabeça, o time está de parabéns, corremos, marcamos, a vitória não veio, mas ela vai chegar logo. Falta um pouquinho, a confiança vai vir com o Dorival e a gente vai sair dessa situação", avaliou.

Se o técnico tricolor mantiver a formação desta quinta-feira, os dois terão neste domingo, às 16 horas (de Brasília), mais uma oportunidade de mostrar ao torcedor que podem ser úteis ao São Paulo, que enfrentará a Chapecoense, na Arena Condá. Com 12 pontos ganhos em 13 rodadas, o time do Morumbi ocupa o 17º lugar do Brasileirão, dentro da zona de rebaixamento.

"Talvez as vaias retornem em aplausos. É o que jogador quer. A torcida tem o seu direito de não ter saído com a alegria completa em razão do resultado, mas pela postura em campo já começo a nos colocar em outra situação", concluiu Dorival Júnior.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade