PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Técnico do São Paulo é sucinto sobre influência da diretoria em escalação

12 mai 2021 22h11
| atualizado às 22h14
ver comentários
Publicidade

O técnico Hernán Crespo foi sucinto ao comentar sobre uma possível influência da diretoria do São Paulo na escalação da equipe para a partida desta quarta-feira, contra o Rentistas, no Uruguai, pela 4ª rodada do Grupo E da Libertadores. Mesmo podendo se classificar antecipadamente às oitavas de final do torneio, o Tricolor entrou em campo em Montevidéu com uma equipe completamente reserva, priorizando as finais do Campeonato Paulista.

Até então, Crespo vinha usando seus principais jogadores na Libertadores, dando minutos aos atletas menos tarimbados nos últimos jogos do Campeonato Paulista. Nesta quarta, entretanto, a lógica se inverteu, e, para tomar essa decisão, o treinador são-paulino contou com o respaldo da diretoria.

"A situação é muito clara no São Paulo: a diretoria se dedica a escolher treinadores, o treinador a escolher os jogadores, e os jogadores a jogar", se limitou a dizer Crespo quando questionado se a diretoria teve influência na decisão de poupar as estrelas do elenco contra o Rentistas.

Na próxima sexta-feira, o São Paulo entra em campo contra a Ferroviária, no Morumbi, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, em jogo único. A tendência é que o Tricolor vá com força máxima para essa partida, já que está a apenas quatro partidas do tão sonhado título estadual, que não é conquistado há 16 anos.

Enquanto os atletas considerados reservas atuaram nesta quarta-feira, os "titulares" treinaram no CT da Barra Funda e ainda participarão de mais duas atividades antes do duelo decisivo com a Ferroviária que vale vaga na semifinal do Campeonato Paulista.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade