PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

São Paulo levou mais cartões do que cometeu faltas em Santiago

Tricolor terminou a partida com nove faltas cometidas e doze cartões, incluindo para o preparador físico

1 jul 2022 - 08h59
(atualizado às 10h17)
Ver comentários
Publicidade

A vitória do São Paulo em cima da Universidad Católica em Santiago foi recheada de polêmicas. No primeiro jogo válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana, o Tricolor paulista levou mais cartões do que fez faltas.

São Paulo venceu a Universidad Católica com três a menos em campo (Foto: JAVIER TORRES / AFP)
São Paulo venceu a Universidad Católica com três a menos em campo (Foto: JAVIER TORRES / AFP)
Foto: Lance!

Galeria

> ATUAÇÕES: Com o São Paulo com três a menos, Luciano desencanta em goleada cheia de emoções

Tabela

Com direito a três jogadores expulsos, no caso Igor Vinícius, Nestor e Calleri, o árbitro Christian Ferreyra aplicou doze cartões, sendo oito amarelos. Além dos citados anteriormente, Reinaldo, Luciano, André Anderson, Pablo Maia e até mesmo o preparador físico da equipe entraram para a lista dos advertidos.

Entretanto, o elenco de Ceni cometeu apenas nove faltas. Por outro lado, a equipe chilena fez cinco faltas e levou apenas dois cartões. A polêmica arbitragem não passou batida. Tanto os torcedores quanto o próprio Rogério Ceni questionaram as atitudes de Ferreyra.

O treinador mostrou sua insatisfação e citou que estranhou algumas atitudes no confronto.

- Não queremos falar de arbitragem, mas temos que repensar, temos que ter mais força na confederação sul-americana. Eu me recordo de uma época em que a gente tinha força, mas hoje não temos e sofremos muito. No fim, quando vai cumprimentar o árbitro, ele dá bênção aos jogadores deles. Claro, pode, é respeitoso. Mas, não sei, três expulsos nossos, abraços, beijos... Quando um de nós foi cumprimentá-lo, ele diz que "você eu não cumprimento". Estranho - disse o técnico durante a coletiva de imprensa pós jogo.

Com as expulsões e os pendurados, a situação do São Paulo se complica no jogo de volta da próxima quinta-feira (7). Mesmo com a vantagem, os três desfalques preocupam, ainda mais por envolver Calleri - o artilheiro da equipe e responsável por um dos gols no triunfo por 4 a 2.

Além disso, o Tricolor paulista apresenta uma longa lista de lesionados, que não devem retornar a tempo.

Com todos esses problemas, o São Paulo deve contar com apenas sete jogadores de linha no banco para duelo da volta, que será disputado no estádio do Morumbi.

Lance!
Publicidade
Publicidade