PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

São Paulo faz homenagens aos 30 anos da conquista da Libertadores de 1992

O Tricolor organizou um evento com a presença de ex-jogadores que ajudaram a erguer a taça e uma coletiva de imprensa com o presidente Julio Casares e o diretor de marketing Eduardo Toni

17 jun 2022 21h17
ver comentários
Publicidade

Nesta sexta-feira (17), o São Paulo comemorou os trinta anos da conquista da Libertadores de 1992. O evento contou com a presença de ídolos que ajudaram a erguer a taça sob o comando de Telê Santana.

São Paulo comemorou nesta sexta-feira (17) os 30 anos da conquista da Libertadores de 92 (Foto: Izabella Giannola)
São Paulo comemorou nesta sexta-feira (17) os 30 anos da conquista da Libertadores de 92 (Foto: Izabella Giannola)
Foto: Lance!

Galeria

> ATUAÇÕES: Patrick se salva em tarde ruim do São Paulo contra o Botafogo

Tabela

Há 30 anos, o Tricolor paulista erguia se tornava campeão da América pela primeira vez. O elenco vitorioso se consagrou campeão após o triunfo contra o Newell's Old Boys por 1 a 0. No jogo de ida, a vitória havia ficado com a equipe argentina, pelo mesmo placar. A decisão ficou na cobrança de pênaltis.

A escalação contava com Zetti; Cafu, Antônio Carlos, Ronaldão e Ivan; Adilson, Pintado, Raí e Palhinha; Müller (Macedo) e Elivélton. Alguns nomes, como Antônio Carlos, Palhinha e Ivan, carimbaram presença na comemoração feita pelo clube.

Antes das homenagens e da transmissão do jogo nos telões do estádio do Morumbi, o presidente Julio Casares, junto ao diretor-executivo de marketing Eduardo Toni, deu uma coletiva de imprensa onde falou um pouco sobre o marco e novidades que chegarão em breve aos torcedores.

O presidente do clube aproveitou para relembrar que estava presente na conquista do título, como torcedor na época.

- Eu estava na arquibancada, do lado do hospital einstein, estava na arquibancada e quando saiu o pênalti do macedo, entramos em êxtase. Tivemos alguns episódios. O Zetti que foi brilhante, me lembro perfeitamente do Zetti quando ele pegou o pênalti. Lembro que fui dormir e a comemoração não parava. As pessoas correndo, pulando, foi uma loucura - relembrou.

Durante a coletiva, também foi anunciado uma nova linha de produtos inspirada na Libertadores de 92, além de eventos futuros como uma festa de gala na sala São Paulo e um tour das taças pelas lojas oficiais do time. Eduardo Toni destacou que tudo isso não gerará custos para o clube, que vive uma situação financeira complicada.

- O São Paulo não colocou a mão no bolso, estamos fazendo com a ajuda de parceiros e patrocinadores e essas homenagens não trazem despesa para o clube. Claro que vai gerar receita, mas o principal objetivo não é esse e sim celebrar essas conquistas - explicou o diretor de marketing.

De acordo com Toni, as vendas devem começar ainda nas próximas semanas. Casares também falou sobre a oportunidade de conquistas futuras da competição. A última vez que o Tricolor paulista ergueu a taça foi em 2005.

O presidente destacou que o time passa por uma situação delicada, e que para tal feito, será necessário cada vez mais competitividade.

- O São Paulo tem tantos problemas estruturais que não dá pra prever quando venceremos de novo. Primeiro temos de focar em voltar à Libertadores. Assumimos o clube com muitas dificuldades, com dívidas a curto prazo e pendências com atletas e fornecedores. Mesmo assim conseguimos sair da fila, chegamos na final do Paulista novamente, e acho que o time está competitivo - ressaltou Casares.

O presidente também falou sobre a inclusão dos garotos da base em eventos assim. Para ele, é essencial que os novos jogadores conheçam toda a história.

- As pessoas não conheceram este momento do São Paulo, perincipalmente esses meninos. Alguns profissionais não viveram esse time mágico. É ideal mostrar na base e no profissional essa grandeza do Morumbi. É um processo contínuo, já dentro de uma dinâmica que envolve a base. Nas próximas contratações, o jogador receberá um material do que é o São Paulo. Por que um atleta não pode ostentar? isso passa para o atleta um compromisso, isso que vamos fazer na base do São Paulo - contou.

O São Paulo não enfrenta a Copa Libertadores este ano, mas busca classificação. Na próxima segunda-feira (20), enfrenta o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro, no estádio do Morumbi, às 20h.

Lance!
Publicidade
Publicidade