0

Quinta tentativa após Ceni, Volpi 'amadurece' e se firma no São Paulo

'Tenho sentido o Volpi mais seguro, está amadurecendo. Não é fácil você ser goleiro no São Paulo, fica sempre um hiato da parada do Rogério', disse o técnico Cuca

19 mai 2019
04h40
  • separator
  • 0
  • comentários

Três anos depois da aposentadoria de Rogério Ceni, o São Paulo, enfim, tem um goleiro com a confiança da maioria dos torcedores. Tiago Volpi "amadureceu" e fará seu 24º jogo pela equipe neste domingo, às 11h, contra o Bahia, pelo Brasileirão.

Volpi foi a quinta tentativa do clube para assumir a meta. Antes dele, a diretoria apostou em Denis, Renan Ribeiro, Sidão e Jean. Os quatro não corresponderam e sofreram com críticas. Hoje, Jean é o reserva imediato, enquanto os outros já deixaram o São Paulo.

Contratado do Querétero (MEX) por empréstimo até o fim da temporada, Volpi demorou para embalar. O goleiro teve duas falhas durante a primeira fase do Paulistão, uma em clássico contra o Corinthians, e virou alvo de críticas da torcida. Ele foi bancado pela comissão técnica, correspondeu na fase mata-mata do estadual e defendeu dois pênaltis na semifinal contra o Palmeiras - embora tenha perdido uma cobrança.

"Tenho sentido ele mais seguro, está amadurecendo. Não é fácil você ser goleiro no São Paulo, fica sempre um hiato da parada do Rogério. O Rogério sempre foi uma referência para todos, e consequentemente passa mais confiança", disse Cuca.

No último jogo, inclusive, Tiago Volpi se encontrou com Rogério Ceni no vestiário da Arena Castelão. Após a vitória por 1 a 0 do São Paulo sobre o Fortaleza, o goleiro ganhou as luvas do hoje treinador e retribuiu o presente.

"Obrigado pelo presente, M1TO", escreveu Volpi em seu Instagram.

Volpi ganhou luvas de Rogério Ceni
Volpi ganhou luvas de Rogério Ceni
Foto: reprodução/ Instagram / Estadão

O atual goleiro tricolor sempre se declarou fã de Rogério Ceni. Quando eles se enfrentaram em 2014, Volpi guardou a camisa de Ceni. Na ocasião, Fiqueirense e São Paulo empataram por 1 a 1, sendo que Ceni foi o autor do gol da equipe do Morumbi.

Em 2015, quando Ceni se aposentou, Volpi novamente exaltou a carreira do "Mito".

"Literalmente um M1TO! Obrigado, Rogério Ceni, por proporcionar tantos momentos importantes para o futebol brasileiro. É uma referência e continuará sendo sempre mesmo fora das quatro linhas. Para mim, jogar contra você foi um grande sonho realizado".

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade