Logo do

São Paulo

Meu time

Pablo comenta protesto da torcida com pipocas: "Vai cobrar e tem todo o direito"

3 mar 2021
19h33 atualizado às 19h57
0comentários
19h33 atualizado às 19h57
Publicidade

Autor de um dos gols da goleada do São Paulo sobre a Inter de Limeira, nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, Pablo comentou sobre o protesto da torcida tricolor na chegada da delegação ao estádio Major Levy Sobrinho, em Limeira, atacando pipocas no ônibus do clube.

"Eu, particularmente, não vi. Escutei fogos, não sabia se era torcida deles, não sei. Faz parte. Quando cheguei em 2019 no São Paulo já tinha falado isso, enquanto o tempo for passando e a equipe não ganhar títulos, a torcida vai cobrar e tem todo o direito. Nós jogadores temos que ter essa consciência. Tivemos muito perto na temporada passada [de ganhar um título] e deixamos escapar. Esse ano tem que ser diferente, não podemos deixar escapar. Uma equipe como o São Paulo tem que se acostumar a ganhar títulos, porque o torcedor está acostumado a vencer", afirmou Pablo ao Premiere.

Nesta quarta-feira, Pablo teve algumas oportunidades para balançar as redes e não desperdiçou uma delas. Além disso, o atacante deu um belo passe de calcanhar para Igor Vinícius, originando a jogada do primeiro gol do São Paulo.

Pablo também falou sobre Joao Rojas, que recebeu uma oportunidade de Hernán Crespo nesta quarta e não decepcionou, fazendo linda jogada para o gol de Luciano e ainda batendo um pênalti nos acréscimos para marcar o quarto gol da equipe. O momento foi especial pelo fato de o atacante equatoriano ter ficado longe dos gramados por dois anos e quatro meses devido a duas sérias lesões.

"Muito feliz com a vitória, com o Joao [Rojas], que fez gol depois de muito tempo, depois de tudo que ele passou. Quero dedicar esse gol à minha esposa que está grávida, ao meu filho, à minha família, ao meu avô, ao meu tio. O time está de parabéns pela vitória, já começamos a identificar o que o Crespo quer. Obviamente tem pouco tempo de trabalho, uma semana, mas já está todo mundo entendendo, se adaptando. A equipe fez um belo jogo, da forma que ele quer que a equipe jogue, com toques rápidos, um time totalmente vertical. A equipe está de parabéns", concluiu o camisa 9 tricolor.

Agora o São Paulo volta o foco para o clássico contra o Santos, no próximo sábado, no estádio do Morumbi, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Como adotou treinos táticos no dia do jogo, Hernán Crespo terá três dias de trabalho até o San-São para dar cada vez mais a sua cara o time.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade