1 evento ao vivo

São Paulo

Organizada tricolor protesta na madrugada e pede Luxemburgo

Manoel Messias / Futura Press
22 fev 2018
01h05
atualizado às 08h44
  • separator
  • 0
  • comentários

A Torcida Independente, principal uniformizada do São Paulo, organizou um protesto contra o time após a derrota por 2 a 1 sofrida para o Ituano na noite desta quarta-feira, no estádio Novelli Júnior. O grupo saiu de Itu direto para o CT da Barra Funda e esperou o ônibus com a delegação tricolor até às 3 horas da madrugada desta quinta. Antes mesmo à Capital os torcedores avisaram sobre o plano.

"Iremos para o CT agora! Acabou a palhaçada! Estamos na estrada. Muito respeito com a camisa Tricolor. Quem estiver na capital já pode se deslcoar para lá. Time sem vergonha. Diretoria medíocre. Técnico de m***", escreveu a Independente por meio de suas redes sociais.

Embora tenham mostrado insatisfação com o trabalho de Dorival Jr à frente da equipe, o treinador chegou a ser poupado alguns minutos antes pelo mesmo perfil da torcida, que acusou alguns atletas do elenco, sem citar nomes, de estarem tentando derrubar o comandante tricolor do cargo.

"Realmente, Dorival, você não entra em campo. Porém, temos jogadores canalhas dentro de campo que na data de hoje irão te derrubar. Ok, culpado é o técnico, né? Em 2018 não temos Rogério Ceni e Hernanes para salvar o time! Será que podemos confiar nestes jogadores?", questionou os organizados.

Mas, na porta do CT, os ânimos ficaram mais exaltados. Não houve violência diante do forte policiamento que se armou para garantir a segurança da delegação são-paulina, mesmo assim, cerca de 30 torcedores gritaram palavras de ordem e pediram efusivamente a contratação de Vanderlei Luxemburgo, treinador que está sem clube e jamais comandou o São Paulo. "É Luxemburgo!". E Dorival acabou sendo o mais hostilizado. "Ô, Dorival, quebra o meu ganho, larga o São Paulo e vai para a casa do c…".

Enquanto o ônibus fazia a manobra para entrar no CT, ainda deu tempo dos manifestantes pedirem "muito respeito com a camisa tricolor" e esbravejarem contra um "time de amarelão", segundo eles próprios.

Em setembro do ano passado a torcida organizada do São Paulo já havia organizado um protesto, este pacífico, pelo fato de a equipe lutar contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Na ocasião, as portas do CT foram abertas para que houvesse uma conversa com o elenco. Já neste ano os organizados ergueram faixas contra a diretoria no primeiro jogo da equipe no estádio do Morumbi.

Após embalar quatro vitórias consecutivas nesta temporada, algo que não acontecia desde 2015, o São Paulo somou sua segunda derrota seguida nesta quarta-feira, desta vez para o Ituano. Mais do que os resultados, o que mais vem deixando os torcedores insatisfeitos é o desempenho da equipe em campo e os recorrentes insucessos nos clássicos regionais. A situação pode ficar ainda pior em caso de um novo resultado negativo, no próximo domingo, às 17h (de Brasília), no Morumbi.

 

Veja também:

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade