PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Mentalidade e tática: como Nikão e Patrick podem ajudar o São Paulo

Meio-campistas devem ser companheiros no Tricolor nesta temporada. Patrick, que estava no Internacional, já foi anunciado enquanto Nikão deve ser confirmado nos próximos dias

9 jan 2022 07h58
ver comentários
Publicidade

O São Paulo está ativo no mercado da bola e no último sábado, anunciou o meio-campista Patrick, que estava no Internacional. Outro que pode chegar nos próximos dias é o meia-atacante Nikão, ex-Athletico-PR. Com isso, o LANCE! mostra como a dupla pode se encaixar no time de Rogério Ceni.

Nikão e Patrick devem ser companheiros de São Paulo em 2022 (Foto: Divulgação/Athletico
Divulgacao)
Nikão e Patrick devem ser companheiros de São Paulo em 2022 (Foto: Divulgação/Athletico Divulgacao)
Foto: Lance!

Começando por Patrick. O jogador é conhecido por sua polivalência no campo, ajudando tanto na defesa quanto no ataque. No Internacional, era conhecido por roubar muitas bolas, além de aparecer na frente, Não a toa, segundo o 'Footstats', ele foi o segundo meio-campista com mais desarmes somados nos Brasileiros de 2019, 2020 e 2021: 201. Foram 69 em 2021, 74 em 2020 e 58 em 2019.

No São Paulo, ele pode exercer a função de um meia que cai pelas pontas, ou até mesmo como uma espécie de ponta-direita, já que ele consegue boa presença no ataque, aliado a uma boa recomposição. Ele deve disputar posição como um segundo volante, posição que tem Nestor e Gabriel.

Já Nikão fez boa passagem no Athletico-PR, onde é ídolo da torcida. Por lá, ele atuou mais como um ponta direita, sempre puxando para o meio para bater com a perna esquerda. Na temporada passada, ele fez 11 gols e 12 assistências em 51 jogos pelo Furacão, sendo importante na campanha do título da Sul-Americana.

No São Paulo, Nikão chega para disputar posição no ataque, principalmente pelas pontas. O Tricolor vem atuando em uma espécie de 4-4-2, com Rigoni sendo o armador do time, abastecendo Luciano e Calleri na frente. Nikão, teoricamente, vem para disputar posição com Igor Gomes e Gabriel Sara, meias que jogam por dentro, mas também caem pelas pontas.

Lance!
Publicidade
Publicidade