1 evento ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Leco fala sobre importância de Raí, Lugano e R. Rocha na diretoria

7 ago 2018
22h22
atualizado às 22h22
  • separator
  • comentários

Desde que Raí, Ricardo Rocha e Diego Lugano passaram a integrar o corpo diretivo são-paulino, o clube parece ter deixado para trás todas as turbulências vividas nos últimos anos para despontar como um dos fortes candidatos ao título brasileiro. Nesta terça-feira, durante o evento de inauguração do "caminho dos ídolos" no estádio do Morumbi, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, comentou sobre a importância do trio à frente do futebol tricolor.

"Não diria que é o motivo principal [do bom futebol do São Paulo], mas eles foram e são uma contribuição muito importante, pela vivência, experiência, pelo amor que eles têm pelo clube, sem detrimento de outros que passaram pela direção do São Paulo em algum momento. Hoje, [o corpo diretivo] está bem composto e isso é motivo de regozijo para nós", afirmou o presidente do São Paulo.

Após inaugurar uma espécie de "calçada da fama" com os principais jogadores que vestiram a camisa do clube desde sua fundação, o São Paulo espera aumentar a lista inicial de ídolos, que atualmente conta com 99 nomes. O possível título brasileiro do Tricolor em 2018, porém, não é o bastante para que novas caras apareçam no caminho dos ídolos, segundo Leco.

"Para fazer história, quem estiver jogando ainda precisa de um pouco mais. Mas, tenho muita confiança de que passaremos do centésimo e iremos bastante além. Claro que nossa história não comporta limites, medidas, sei que o São Paulo, por toda sua grandeza, terá, sim, novos ídolos no seu caminho", prosseguiu o mandatário.

"O critério que adotamos foi fundamentalmente homenagear nossos campeões, porque a vontade é de homenagear todos. Nós escolhemos os campeões, com uma ou outra exceção, nomes que foram muito marcantes na nossa história, que não saem do imaginário do torcedor. Enfim, é uma forma de trazê-los para perto, e o São Paulo quer que eles estejam conosco, porque precisamos de energia boa", completou Leco.

Por fim, o presidente do São Paulo explicou o motivo pelo qual treinadores importantes ficaram de fora da homenagem. A tendência é que o clube inaugure em um outro setor do estádio uma galeria especial voltada somente para os técnicos que fizeram história com o Tricolor.

"Eles [treinadores] serão homenageados em uma outra galeria, isso será feito. Não tem previsão, vamos, a partir dessa experiência que vivemos, fazer a dos treinadores", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade